Info

Governo aprova subida do salário mínimo para 530 euros em 2016

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 23 dez (Lusa) - O Governo aprovou hoje, em Conselho de Ministros, a subida do salário mínimo nacional (SMN) para os 530 euros a partir de 01 janeiro do próximo ano.

A medida hoje aprovada, que vai vigorar em 2016, não "contou com a oposição de nenhum parceiro social", mas "não foi possível celebrar um acordo formal por ausência de consenso total em torno de outras propostas constantes do acordo", refere o comunicado do executivo entregue aos jornalistas.

O facto de não ter sido possível chegar a um consenso levou a que o Governo tenha decidido não manter para 2016 "a manutenção do apoio [do desconto de 0,75 pontos percentuais] em sede de Taxa Social Única (TSU) para os salários que estivessem atualmente abaixo dos 520 euros", uma medida em vigor no âmbito atual acordo que termina a 31 de dezembro.

O Governo apresentou aos parceiros sociais uma proposta de aumento do SMN para a legislatura, começando pelos 530 euros no próximo ano e terminando nos 600 euros em 2019.

Para chegar aos 600 euros em 2019, o executivo propõe, no seu programa de Governo, que no próximo ano o SMN seja de 530 euros, passando para os 557 euros em 2017 e para os 580 em 2018.

O SMN esteve congelado nos 485 euros entre 2011 e outubro de 2014, quando aumentou para os 505 euros, na sequência de um acordo estabelecido entre o Governo, as confederações patronais e a UGT.

SMS // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Algarve recebe 20 aviões de turistas para estadias na segunda-feira mas adeptos da final da Liga dos Campeões não podem pernoitar no Porto. Turismo Porto e Norte não compreende

Luís Pedro Martins, Presidente do Turismo Porto e Norte, afirma que não consegue "deslumbrar uma razão" pela qual os adeptos da final da Liga dos Campeões, a decorrer no Estádio do Dragão no Porto, no dia 29 de maio, não possam pernoitar na cidade, sendo que estão previstos 20 aviões de turistas para estadias no Algarve já para o dia 17 de maio.

Bruxelas revê em baixa crescimento de Portugal para 3,9% este ano

A Comissão Europeia (CE) reviu hoje em baixa o crescimento económico esperado para Portugal este ano, apontando agora para 3,9%, quando em fevereiro esperava 4,1%, de acordo com as previsões económicas de primavera hoje divulgadas.

Luís Filipe Vieira e Promovalor vão deixar por pagar 160 milhões de euros ao Novo Banco

Luís Filipe Vieira e Promovalor vão deixar por pagar 160 milhões de euros ao Novo Banco

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Hoje Conhecemos - Nuno Palhas
Zoom Zoom Z o o m