Info

Primeiro-ministro diz ao Presidente que continuará a contar com a sua "voz avisada" em 2016

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 23 dez (Lusa) - O primeiro-ministro apresentou hoje cumprimentos de Natal ao Presidente da República, dizendo ser "um grato prazer" colaborar com Cavaco Silva, a cujo contributo e "voz avisada" continuará a estar atento mesmo depois do Chefe de Estado deixar Belém.

"É para este Governo um grato prazer poder colaborar com Vossa Excelência e temo-lo feito e vamos continuar a fazer com todo o empenho e toda a atenção e depois, continuaremos certamente, a poder contar com a sua voz avisada, experiente, que mesmo liberto de funções oficiais não deixará de estar atento ao que se passa no país e a contribuir, de outra forma, para o futuro do país e dos portugueses", disse António Costa.

Numa curta cerimónia na sala dos embaixadores do Palácio de Belém, o líder do executivo socialista apresentou "os melhores cumprimentos natalícios e os votos de maiores felicidades no próximo ano, quer enquanto Presidente da República, quer quando retomar a sua vida em liberdade depois de várias décadas ao serviço do Estado e que se iniciou em diversas funções".

"É uma grande honra que este Natal enquanto membro do Governo seja passado sob a sua Presidência. Muito obrigado, senhor Presidente, as maiores felicidades", declarou.

ACL // SMA

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Ministro Eduardo Cabrita demite-se

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, demitiu-se hoje, na sequência da acusação de homicídio por negligência do Ministério Público ao seu motorista pelo atropelamento mortal de um trabalhador da autoestrada A6, em junho deste ano.

Militantes de Gaia desafiam PSD/Porto a "retratar-se de rutura" com as bases

O Movimento Reativar Gaia, de militantes daquela concelhia do PSD, quer que a distrital social-democrata do Porto "se retrate da rutura existente entre a estrutura e os seus militantes" e está a preparar uma "estratégia operativa" para as legislativas.

Governo aprova subida do salário mínimo para 705 euros a partir de janeiro

O Governo aprovou hoje a subida do salário mínimo para 705 euros a partir de 01 de janeiro, bem como os apoios às empresas para estes aumentos, adiantou o executivo, no final do Conselho de Ministros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.