Primeiro-ministro diz ao Presidente que continuará a contar com a sua "voz avisada" em 2016

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 23 dez (Lusa) - O primeiro-ministro apresentou hoje cumprimentos de Natal ao Presidente da República, dizendo ser "um grato prazer" colaborar com Cavaco Silva, a cujo contributo e "voz avisada" continuará a estar atento mesmo depois do Chefe de Estado deixar Belém.

"É para este Governo um grato prazer poder colaborar com Vossa Excelência e temo-lo feito e vamos continuar a fazer com todo o empenho e toda a atenção e depois, continuaremos certamente, a poder contar com a sua voz avisada, experiente, que mesmo liberto de funções oficiais não deixará de estar atento ao que se passa no país e a contribuir, de outra forma, para o futuro do país e dos portugueses", disse António Costa.

Numa curta cerimónia na sala dos embaixadores do Palácio de Belém, o líder do executivo socialista apresentou "os melhores cumprimentos natalícios e os votos de maiores felicidades no próximo ano, quer enquanto Presidente da República, quer quando retomar a sua vida em liberdade depois de várias décadas ao serviço do Estado e que se iniciou em diversas funções".

"É uma grande honra que este Natal enquanto membro do Governo seja passado sob a sua Presidência. Muito obrigado, senhor Presidente, as maiores felicidades", declarou.

ACL // SMA

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Frente Cívica quer acesso a pareceres pedidos por ministra da Coesão Territorial

A associação Frente Cívica pediu esta terça-feira acesso aos pareceres que a ministra da Coesão Territorial solicitou para avaliar um eventual conflito de interesses por empresas dirigidas pelo marido terem recebido fundos comunitários, área tutelada por Ana Abrunhosa.

Manuel Pizarro dá início à dissolução da empresa da qual é sócio-gerente

Manuel Pizarro, atual ministro da Saúde, comunicou, através de um esclarecimento enviado às redações, ter dado início ao processo de dissolução da empresa 'Manuel Pizarro - Consultadoria, Lda', da qual é sócio-gerente. Este comunicado surgiu depois da 'CNN Portugal' ter noticiado que o ministro da Saúde, após três semanas ded ter assumido o cargo, ainda era gerente de uma empresa na área da saúde.

Ministra admite "pequenos acertos" nos aumentos e destaca esforço significativo

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, disse esta segunda-feira que há margem para melhorar a proposta de aumentos salariais da função pública, admitindo "pequenos acertos", mas destacando o esforço orçamental que o atual documento já contempla.