Info

PSD pergunta a PS onde está "estabilidade governativa prometida" com partidos à esquerda

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 23 dez (Lusa) - O líder parlamentar do PSD disse hoje que a abstenção do partido nas votações sobre o Orçamento Retificativo surge porque uma não aprovação do texto poderia prejudicar o interesse nacional, mas o PS tem de responder pela estabilidade política.

"Ao PS e ao primeiro-ministro tem de ser perguntar: onde está a estabilidade governativa prometida?", questionou Luís Montenegro, numa intervenção no plenário da Assembleia da República após a aprovação na generalidade do Orçamento retificativo apresentado devido à resolução do Banif: o texto teve os votos favoráveis do PS, a abstenção do PSD e os votos contra do BE, PCP, CDS-PP, PEV e PAN.

"É deprimente obrigar Portugal e os portugueses a assistir a tanto oportunismo político", prosseguiu o social-democrata, referindo-se às votações negativas dos partidos à esquerda do PS que sustentam o Governo.

O executivo, lembrou Montenegro, "é suportado no parlamento pelos partidos que derrotaram" o governo anterior de PSD e CDS-PP.

Todavia, prosseguiu, "PCP e BE falam depois das eleições como se as tivessem ganho", mas "a máscara cai-lhes com as dificuldades", disse, referindo-se ao Banif e ao Orçamento Retificativo e voto em sentido contrário ao do PS.

O líder da bancada do PSD acusou ainda o ministro das Finanças de conduzir um "espetáculo de passa-culpas" nas explicações sobre o Banif, e acusou ainda o Governo de "má-fé, impreparação e falta de sentido de Estado".

Os sociais-democratas, contudo, reconhecem que a "não aprovação" do Retificativo "poderia implicar um grave prejuízo ao interesse nacional, à economia e ao sistema financeiro", mas consideram que há muitas questões que o executivo tem ainda por explicar.

PPF // SMA

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Algarve recebe 20 aviões de turistas para estadias na segunda-feira mas adeptos da final da Liga dos Campeões não podem pernoitar no Porto. Turismo Porto e Norte não compreende

Luís Pedro Martins, Presidente do Turismo Porto e Norte, afirma que não consegue "deslumbrar uma razão" pela qual os adeptos da final da Liga dos Campeões, a decorrer no Estádio do Dragão no Porto, no dia 29 de maio, não possam pernoitar na cidade, sendo que estão previstos 20 aviões de turistas para estadias no Algarve já para o dia 17 de maio.

Bruxelas revê em baixa crescimento de Portugal para 3,9% este ano

A Comissão Europeia (CE) reviu hoje em baixa o crescimento económico esperado para Portugal este ano, apontando agora para 3,9%, quando em fevereiro esperava 4,1%, de acordo com as previsões económicas de primavera hoje divulgadas.

Luís Filipe Vieira e Promovalor vão deixar por pagar 160 milhões de euros ao Novo Banco

Luís Filipe Vieira e Promovalor vão deixar por pagar 160 milhões de euros ao Novo Banco

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Hoje Conhecemos - Nuno Palhas
Zoom Zoom Z o o m