Info

Paulo Portas recusa comentar libertação de Sócrates

| País
Porto Canal com Lusa

O líder do CDS-PP e vice-primeiro-ministro em exercício, Paulo Portas, recusou hoje comentar a libertação do ex-primeiro-ministro José Sócrates, reiterando a posição segundo a qual "os responsáveis políticos não devem interferir nas questões judiciais".

"Só direi o que sempre disse sobre qualquer processo judicial: à política o que é da política, à justiça o que é da justiça. Os responsáveis políticos não devem interferir nas questões judiciais", declarou Paulo Portas.

Portas falava à margem de um encontro em Lisboa de uma delegação do PSD e do CDS-PP com a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP).

O ex-primeiro-ministro José Sócrates foi libertado hoje, embora fique proibido de se ausentar de Portugal e de contactar com outros arguidos do processo da "Operação Marquês", informou o Ministério Público (MP).

+ notícias: País

Covid-19: Cem toneladas de equipamentos de proteção chegam na terça-feira

Um carregamento de cem toneladas de equipamento de proteção individual para o Serviço Nacional de Saúde contra a pandemia de covid-19 chega a Portugal na próxima terça-feira, disse hoje a responsável do Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

Covid-19: Pandemia deixa milhares de crianças por vacinar

A Covid-19 tem afastado os pais dos centros da saúde e tem levado a que os filhos num cumpram com o Plano Nacional de Vacinação. A Direção Geral da Saúde alerta para a importância das vacinas até, pelo menos, aos 12 meses.

Covid-19: Portugal com 100 mortes e mais de 5.100 infetados

Portugal regista, este sábado, 100 mortes associadas à covid-19, mais 24 do que na sexta-feira, enquanto o número de infetados subiu 902, para 5.170, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.