Info

Calçado português duplica vendas na Polónia e tem "futuro promissor" neste mercado

Calçado português duplica vendas na Polónia e tem "futuro promissor" neste mercado
| Economia
Porto Canal

As vendas portuguesas de calçado de couro para a Polónia têm aumentado 22,6% ao ano, duplicando entre 2009 e 2013 para 8,5 milhões de euros e apresentando "um futuro promissor", segundo dados da AICEP citados pela associação setorial.

De acordo com a Síntese Sectorial de Mercado Calçado de Couro -- Polónia (elaborado em dezembro de 2014 pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e divulgado no jornal da Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado (APICCAPS)) - "o setor do calçado português tem um futuro promissor na Polónia", mercado que é "um dos maiores importadores mundiais de calçado" e onde Portugal "está a reforçar as suas vendas de forma acentuada".

No período 2009-2013, a taxa média de variação anual de 22,6% das vendas portuguesas de calçado de couro para a Polónia denota, segundo a AICEP, "um ritmo de crescimento superior ao das saídas portuguesas de calçado para o mercado (21,7%) e muito acima da evolução média das exportações totais de calçado de couro (9,2%)".

De acordo com a agência, as saídas de calçado de couro de Portugal para o mercado polaco aumentaram todos os anos deste período, exceto em 2011, tendo-se o maior crescimento verificado em 2013 (76,9% face a 2012), ano em que o valor exportado ultrapassou em 97% o registado cinco anos antes.

Entre 2009 e 2013, o saldo da balança comercial bilateral de calçado de couro com a Polónia "tem sido muito favorável a Portugal", nota a agência, com excedentes comerciais situados entre 1,5 e os 3,3 milhões de euros e o volume de vendas a duplicar de 4,3 para 8,5 milhões de euros.

"No ano passado [2013] a Polónia foi o 22.º cliente de Portugal de calçado de couro e o destino de 0,2% das exportações portuguesas deste subsetor, que alcançaram um total de 1.531 milhões euros", refere.

A Polónia importa anualmente 411 milhões de euros em calçado de couro, posicionando-se como 19.º maior importador mundial, sendo que Portugal ocupava, em 2013, a 11.ª posição no 'ranking' dos fornecedores deste produto, com a quota de mercado a aumentar de 1,6% para 2,1% desde 2009.

De acordo com a AICEP, o preço médio de um par de sapatos de couro importados na Polónia foi de 19 euros em 2013 (16 euros em 2009), surgindo entre os preços mais elevados os produtos enviados de Portugal (33 euros/par), de Itália (32 euros/par), da Eslováquia (26 euros/par) e da Tunísia (25 euros/par).

No caso português, os preços do calçado exportado para a Polónia "têm vindo a aumentar todos os anos acima do preço de qualquer dos 10 principais fornecedores", registando uma apreciação de 50% face a 2009.

+ notícias: Economia

Presidente da Ryanair mete "nariz de Pinóquio" a Pedro Nuno Santos para contestar "críticas falsas"

O Presidente Executivo da Ryanair, Michael Kevin O'Leary, numa conferência de imprensa realizada esta sexta-feira, em Lisboa, acusou o Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, colocando-lhe 'um nariz de pinóquio' numa fotografia, por alegadas "críticas falsas" à empresa. O presidente exige que se construa o aeroporto do Montijo e diz que "Pedro Nuno Santos tem que fazer aquilo que é pago para fazer".

Banca com nova vaga de saída de trabalhadores e admite despedimentos

Os grandes bancos vão reduzir milhares de trabalhadores este ano, um processo que vem acontecendo desde a última crise mas que em 2021 deverá atingir um novo pico, tendo mesmo BCP e Santander Totta admitido recorrer a despedimentos.

Captura de sardinha em Portugal pode aumentar para até 30.000 toneladas

A captura de sardinha em Portugal poderá aumentar para até 30.000 toneladas já este ano, anunciou o ministro do Mar, após o parecer científico do Conselho Internacional para a Exploração do Mar.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.