Info

Ana Laíns actua em Sintra nas celebrações dos 800 anos da Língua Portuguesa

| País
Fonte: Agência Lusa

Sintra, 30 out (Lusa) -- A cantora Ana Laíns, embaixadora das celebrações dos 800 anos da Língua Portuguesa, defendeu, em declarações à Lusa, que "está na hora de olharmos o futuro e tirarmos o melhor partido desta Língua que temos em comum".

Ana Laíns atua na sexta-feira, às 22:00, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, celebrando os 800 anos da Língua Portuguesa, num concerto que é ponto de partida de uma prevista digressão a cumprir até 10 de junho de 2015, data do encerramento oficial das comemorações.

"A ideia é atuar também nos países de Língua Oficial Portuguesa, da diáspora e dos países amigos do Português, em que, além de mim, em cada um desses países atuará um artista ou músico local", adiantou a cantora.

"Somos mais de 200 milhões de falantes de português e, fundamentalmente, devemos ter um espírito de partilha e congregação, pois temos uma grande potencial cultural, económico e social se nos mantivermos juntos", argumentou.

A criadora de "Negra" definiu o espetáculo em Sintra como "uma viagem com os poetas lusófonos por companhia".

Ana Laíns afirmou à Lusa que, além das canções do seu repertório, irá interpretar temas do cancioneiro tradicional português, do qual já gravou "Pera madura", entre outros, e de poetas que não canta habitualmente, nomeadamente do Brasil, Angola e de outros países onde se fala Português.

"No palco do Olga Cadaval proponho uma viagem com os poetas lusófonos por companhia", rematou a intérprete.

Ana Laíns é acompanhada pelos músicos Paulo Loureiro, no piano, clarinete e no baixo, João Coelho, na percussão, Sandro Costa, na guitarra portuguesa, Miguel Veras, na viola, e Carlos Lopes, no acordeão.

Ana Laíns defendeu que "a Língua Portuguesa deve ser um fator de convergência e não de divergências".

Para a criadora de "O fado que me traga", esta celebração dos 800 da Língua do Portuguesa surge "numa altura em que é muito importante revigorarmos o nosso espírito patriótico e o respeito e a compreensão para com a nossa História".

Ana Laíns está também a celebrar os 15 anos de carreira artística. Em 2000 apresentou o seu álbum de estreia, "Sentidos", no qual gravou composições para poemas de Florbela Espanca, Lídia Oliveira e António Ramos Rosa, entre outros.

A revista Songlines salientou o "exercício" da cantora no domínio da "canção contemporânea" e descreveu o álbum como "absolutamente contemporâneo, sem dúvida um grande e promissor começo". Para esta revista britânica, "Sentidos" foi um sinal da "pujança da cena musical portuguesa".

Em 2009, Ana Laíns gravou com o cantor britânico Boy George "Amazing grace", um tema "pop dançante", como na ocasião explicou a cantora à Lusa. Boy George, fundador da banda Culture Club, referiu-se à voz de Ana Laíns como "sublime".

Em fevereiro de 2010, Laíns publicou o álbum "Quatro Caminhos", em que gravou composições de Amélia Muge, José Manuel David, Filipe Raposo e Diogo Clemente, que foi também produtor e diretor musical, tendo escolhido poemas de Natália Correia, Rúben Darío e Carlos Drummond de Andrade. A imprensa holandesa nomeou "Quatro Caminhos" um dos dez melhores álbuns de "world music" de 2011.

No terceiro álbum, "Vida", a cantora estreou-se como letrista com o tema "Não sou nascida do Fado". O CD é produzido por Diogo Clemente, que assina ainda os arranjos musicais.

Em 2015 tem previsto editar um novo álbum "que se encaminha ainda mais, para este universo da lusofonia", adiantou à Lusa.

A efeméride dos 800 anos da Língua Portuguesa "toma por referência o segundo testamento de D. Afonso II, que remonta 27 de junho de 1214", disse à Lusa fonte da comissão das celebrações.

"Existem dois exemplares deste testamento, a cópia que foi enviada ao arcebispo de Braga e aquela que foi enviada ao arcebispo de Santiago", acrescentou a mesma fonte.

NL // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: País

Juízes querem maior punição para titulares de funções públicas que ocultem riqueza

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) entregou aos grupos parlamentares uma proposta de alteração à lei com vista a uma "punição mais eficaz" de titulares de funções públicas, em caso de ocultação intencional de riqueza.

Mais de 100 pessoas assintomáticas comunicaram autoteste à Covid-19 positivo ao SNS 24

Mais de uma centena de utentes sem sintomas de covid-19 comunicaram ao SNS 24 o resultado de autoteste positivo, segundo dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

Vítima encarcerada após despiste de camião em Santa Maria da Feira

Uma vítima ficou encarcerada, na tarde desta segunda-feira, após o despiste de um veículo pesado de mercadorias que conduzia, em Santa Maria da Feira apurou o Porto Canal.

(em atualização)

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m