Info

Governo de Hong Kong rompe negociações com estudantes

Governo de Hong Kong rompe negociações com estudantes
| Mundo
Porto Canal

O Governo de Hong Kong rompeu hoje negociações com os estudantes destinadas a colocar um termo às manifestações pró-democracia que têm paralisado zonas da cidade.

"A base para um diálogo construtivo foi minada. É impossível ter uma reunião construtiva amanhã [sexta-feira]", disse a secretária-chefe do executivo da Região Administrativa Especial chinesa, Carrie Lam, em declarações aos jornalistas.

A porta-voz da Federação de Estudantes, Yvonne Leung, informou numa mensagem escrita na aplicação online 'WeChat' que os estudantes iriam reagir ainda esta noite ao rompimento das negociações por parte do Governo. "Vamos responder por volta das 21:00 (14:00 em Lisboa)", escreveu Yvonne Leung.

+ notícias: Mundo

Jovens entre os 12 e os 18 anos estão impedidas de ir às aulas e professor pede ajuda internacional no Afeganistão

Quase quatro milhões de crianças, entre os 12 e os 18 anos, estão impedidas de ir à escola, no Afeganistão e, um professor pede ajuda internacional a pedir que instituições de todo o mundo possam dar-lhes aulas online para que consigam continuar a estudar.

Fundo Monetário Internacional considera que vacinas e variantes determinam evolução das economias africanas

Washington, 21 out 2021 (Lusa) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje que o regresso à vida normal pós-pandemia na África subsariana não vai ser fácil e vai depender da evolução da vacinação e das variantes da covid-19.

Fundo Monetário Internacional avisa que aquecimento global tem consequências catastróficas em África

Washington, 21 out 2021 (Lusa) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) avisou hoje que a falta de iniciativas contra a redução da emissão de gases de efeito de estufa terá "potenciais implicações catastróficas" no mundo, com consequências "dramáticas" para a África subsaariana.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.