Obra para repor circulação na IP4 entre Amarante e Vila Real concluída em dois meses

Obra para repor circulação na IP4 entre Amarante e Vila Real concluída em dois meses
DR
| Norte
Porto Canal/ Agências

A Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou esta sexta-feira que vai iniciar a obra que permitirá a reposição da circulação no Itinerário Principal 4 (IP4) entre Ansiães (Amarante) e Campeã (Vila Real), prevendo a sua conclusão em dois meses.

A IP disse, em comunicado, que na segunda-feira vai proceder à consignação da empreitada para a substituição da passagem hidráulica localizada ao quilómetro 77,015 do IP4.

O trânsito foi cortado no IP4, nos dois sentidos, no troço entre os nós de Ansiães (Amarante) e Campeã (Vila Real), pelas 08:00 do dia 21 de março, depois de terem sido identificados danos estruturais naquela passagem hidráulica.

A empresa referiu que a intervenção envolve um investimento de 260 mil euros e que obra a executar compreende, entre outros trabalhos, a construção de uma nova passagem hidráulica, em betão armado, bem como a consequente reabilitação da plataforma rodoviária.

“Com a concretização desta obra será assegurada a integral reposição das condições de circulação nesta via que atualmente está interditada, com o trânsito a ser desviado para a Estrada Nacional 15 (EN15)”, salienta a IP.

A empresa refere ainda que a empreitada tem um prazo de execução de dois meses, prevendo que esteja concluída no decorrer do terceiro trimestre de 2023, o que permitirá “que seja restabelecida a circulação automóvel em totais condições de circulação e segurança”.

Entretanto, como percurso alternativo, a IP sugere a utilização da EN15, com traçado paralelo ao troço do IP4.

Existe ainda como alternativa o Túnel do Marão, inserido na Autoestrada 4 (A4), uma via sujeita ao pagamento de portagens.

+ notícias: Norte

Cobra assusta moradores de casa em Esposende e acaba resgatada

Uma cobra de escada foi resgatada, na noite desta segunda-feira, do interior de uma habitação na freguesia de S.Bartolomeu do Mar, em Esposende. O alerta às autoridades foi dado pelos moradores. 

Homem de 41 anos detido por provocar incêndio em Carrazeda de Ansiães

A Guarda Nacional Republicana (GNR) constituiu arguido um homem de 41 anos em Marzagão, Carrazeda de Ansiães, por ter ateado um incêndio de forma negligente enquanto manuseava uma motorroçadora, informou esta terça-feira a autoridade.

Há 400 presépios para ver em Barcelos

Em Barcelos desde o início deste mês que estão em exposição em vários espaços mais de 400 presépios de artesãos do concelho. Uma óptima oportunidade para conhecer mais e melhor do artesanato barcelense.