Bar flutuante Porto Rio já chegou ao estaleiro no Marco de Canaveses

Bar flutuante Porto Rio já chegou ao estaleiro no Marco de Canaveses
Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo
| Norte
Porto Canal

A empresa proprietária do barco onde funcionou o bar Porto Rio, localizado no Cais do Ouro, no Porto, procedeu à retirada do Gandufe. A embarcação já foi retirada do local e chegou na manhã desta terça-feira ao estaleiro da INERSEL S.A., em Várzea do Douro, no concelho de Marco de Canaveses, no distrito do Porto.

De acordo com um comunicado enviado esta terça-feira pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), “a operação de reboque do Gandufe que teve início ontem (segunda-feira), foi acompanhada pela APDL e Autoridade Marítima, tendo ocorrido sem qualquer constrangimento".

“O próximo passo será a retirada das estacas do local. Recorde-se que a Administração dos portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, S.A., tinha notificado a proprietária da embarcação para a retirada da mesma, tendo em conta não existir qualquer licença para continuar a atividade”, pode ler-se no comunicado.

Segundo a APDL, “a operação ficou a aguardar a abertura das eclusas e a estabilização das condições meteorológicas e hidrográficas, tendo sido agora possível e com sucesso realizar a operação”.

Recorde-se que em 2014, o Porto Rio era o único dos três bares flutuantes que estava em bom estado. No entanto, em março desse ano, o passadiço partiu e provocou 11 feridos ligeiros e mais de 200 pessoas isoladas dentro do bar, que depois foram resgatadas.

+ notícias: Norte

Chamas consomem apartamento e deixam família desalojada em Matosinhos

Duas pessoas ficaram desalojadas após um incêndio num apartamento em São Mamede de Infesta, Matosinhos, que obrigou ainda à evacuação do prédio, na noite desta terça-feira.

Mulher agredida por marido com martelo e facada no pescoço em Gaia

Uma mulher com cerca de 60 anos foi agredida pelo marido, na manhã desta quarta-feira, com uma facada no pescoço em Vilar de Andorinho, Vila Nova de Gaia. Vítima terá sido ainda agredida com um martelo.

Condutora morre após colidir contra poste de eletricidade em Paredes

Uma mulher com cerca de 70 anos faleceu, na manhã desta quarta-feira, após ter-se despistado contra um poste de eletricidade na freguesia de Vilela, no concelho de Paredes.