FC Porto: Triplo salto até à final. Crónica de jogo

| Desporto
Porto Canal

FC Porto bateu o Académico de Viseu por 3-0 e vai defrontar o Sporting na decisão da Taça da Liga.

O FC Porto está na final da Taça da Liga. Os detentores dos três principais troféus nacionais marcaram encontro com o Sporting (sábado, 19h45) graças à vitória nas “meias” diante do Académico de Viseu (3-0). Eustaquio abriu o marcador do Dr. Magalhães Pessoa logo ao sétimo minuto e foi preciso esperar mais uma hora pelo remate certeiro de Danny Namaso que antecedeu a estreia de Bernardo Folha a marcar.

Analisada a turma de Jorge Costa como se fosse “uma equipa da Liga dos Campeões”, Sérgio Conceição lançou o guardião das Taças de início juntamente com Pepê, Gabriel Veron e Danny Namaso nas posições ofensivas que pertenceram a Galeno, Mehdi Taremi e Toni Martínez em Guimarães.

O camisola 11 e o 19 mostraram ao que vinham logo ao segundo 33, quando a progressão com bola de Pepê terminou nos pés de Namaso para remate rasteiro ao alcance de Gril. Aos sete minutos, um cruzamento sobre a direita amortizado por Veron sobrou para Eustaquio, em carambola, inaugurarar a contagem (1-0).

Instalados no reduto adversário, os portistas alugavam metade do campo e estiveram perto de fazer o segundo: Uribe centrou, Marcano desviou e Pepe, igualmente de cabeça, viu o poste negar-lhe o golo. No ataque subsequente foi Eustaquio quem cruzou e o capitão quem descobriu Namaso, que viu um corte providencial impedi-lo de entrar na lista dos artilheiros.

O encontro mudou de face a meio da etapa inaugural. Os viriatos começaram a dar ares da sua graça, procuravam apanhar Cláudio Ramos desprevenido e a gasolina azul e branca perdia octanas. Cheios de moral, subidos no terreno e atrevidos na busca da baliza, os viseenses testavam a defesa portuense e mostravam o porquê de levarem 20 jogos consecutivos sem perder. Só um lance de insistência em cima da meia-hora, mal finalizado por Veron, esfriou esse ímpeto.

Com os mesmos 22 regressados das cabines, Loader ofereceu a Otávio a chance de faturar, porém o internacional português não foi capaz de aproveitar. Parecia inevitável que algo teria de mudar e Sérgio Conceição lançou Galeno e Bernardo Folha para os lugares de Veron e Eustaquio.

As mudanças fizeram bem aos Dragões. Acabado de entrar, o extremo soltou em João Mário para o lateral, qual número 10, descobrir Namaso. Convidado a fazer o que tão bem sabe, o britânico recebeu com um pé, concretizou com o outro e matou as aspirações dos do Fontelo. Fresco e veloz como poucos, Galeno apareceu nas costas da defesa do Académico sem dar o seguimento ideal a um bom passe de Pepê.

O tento que o luso-brasileiro desperdiçou viria a surgir no minuto seguinte. A atravessar um excelente momento de forma, João Mário colocou a bola na área, Otávio simulou e Folha atirou à figura do guarda-redes. Porque a sorte protege os audazes, o menino formado no Olival viu o ressalto embater-lhe e só terminar no fundo da baliza do Castelo. Até ao triplo apito de Rui Costa ainda houve tempo para Taremi, Gonçalo Borges e Rodrigo Conceição renderem Namaso, Pepê e João Mário.

+ notícias: Desporto

FC Porto: Na rotunda, saia nas "meias". Crónica de jogo

O FC Porto foi ao Fontelo eliminar o Académico de Viseu da Taça de Portugal e seguir para as meias-finais da prova rainha. O próximo adversário na competição é o Famalicão, que eliminou a B SAD (4-1). Os duelos com os minhotos estão marcados para a última semana de abril e para a primeira de maio.

Sérgio Conceição: "É mais um objetivo alcançado"

Sérgio Conceição recordou que o FC Porto está nas “meias” da Taça de Portugal “pelo sexto ano consecutivo”

FC Porto (Sub-19): Dragões seguem para os oitavos de final da Youth League

A equipa de Sub-19 do FC Porto está nos oitavos de final da UEFA Youth League depois de bater nesta quarta-feira o Panathinaikos (1-0), no mítico Apostolos Nikolaidis, em Atenas (Grécia), no Play-off da prova. Um golo de Jorge Meireles, já no segundo tempo (71m), deu o triunfo aos Dragões.