FC Porto (Basquetebol): Labaredas históricas de um dragão insaciável

FC Porto (Basquetebol): Labaredas históricas de um dragão insaciável
| Desporto
Porto Canal

FC Porto apurou-se pela primeira vez para os quartos de final da FIBA Europe Cup após vencer o Craiova (90-64)

Uma exibição repleta de qualidade e competência, aliada a uma vitória nos últimos segundos do Cholet frente ao Chemnitz, ditou a passagem do FC Porto pela primeira vez na história aos quartos de final da FIBA Europe Cup. Nos 40 minutos frente ao Craiova, Max Landis foi o homem em maior destaque ao apontar uns extraordinários 29 pontos. Os Dragões esperam agora um adversário do grupo J, que os finlandeses do Karhu Basket lideram para já com seis pontos, seguidos dos israelitas do Hapoel Haifa, que têm cinco ao cabo de três jornadas.

Após um início que deu bons indícios para o restante do encontro (5-0), uma quebra na eficácia ofensiva permitiu ao Craiova aproximar-se no marcador. Os sete pontos de Max Landis voltaram a alargar a vantagem portista, mas a recuperação romena ditou um empate ao cabo dos primeiros dez minutos (18-18).

O segundo período foi de sentido único e, depois de uma entrada fulgurante em que lograram um parcial de 11-0 e só cederam os primeiros pontos após três minutos e meio, os azuis e brancos foram acérrimos a atacar o cesto adversário (26 pontos marcados) e a defender o seu (apenas 16 pontos sofridos). Só um parcial de 7-0 negativo reduziu a vantagem portista, que mesmo assim se manteve na casa das dezenas ao intervalo (44-34). Max Landis, com 11 pontos, vinha sendo a figura em maior destaque na etapa inaugural.

Durante o interregno, chegaram de França boas notícias: o Cholet, a 2 segundos e meio do final do encontro frente ao Chemnitz, marcou um triplo e venceu por 77-75. A inédita passagem aos quartos de final da FIBA Europe Cup dependia apenas de uma vitória que estava a meia parte de distância.

O Craiova até entrou melhor na segunda parte e amealhou um parcial de 5-0, mas quem tem uma equipa repleta de qualidade e determinação, liderada dentro de campo por um número 10 com ADN Porto, tem muito trabalho facilitado. Os portistas viraram o parcial para um 8-7 favorável e Max Landis, em três ataques consecutivos, concretizou 11 pontos fruto de três triplos aliados a duas faltas no lançamento. Ainda o final do terceiro quarto estava à distância de mais de um minuto e o base já levava 29 pontos e os da Invicta 16 de avanço (67-51). Até ao final, o adiamento recuou para a dúzia (67-55).

Serena e confiante, mas afincada em garantir mais um triunfo – o quarto em tantos jogos –, a equipa azul e branca distanciou-se para 17 pontos a cinco minutos do final (76-59) e um triplo de Francisco Amarante fez a campainha do Dragão Arena tocar por todos os elementos na ficha de jogo do FC Porto terem colocado o nome na lista de marcadores. O alarme também soou, mas porque Max Landis saiu com queixas diretamente para o balneário, mas a preocupação foi momentânea porque logo chegou a informação de que havia sido meramente por precaução. Os triplos começaram a cair em catadupa e, num abrir e fechar de olhos, face também à ineficácia romena, a vantagem expandiu-se para 29 pontos (88-59). Era momento de celebrar por mais um feito histórico atingido (90-64).

“Estou muito feliz pelo resultado, pelo apuramento, pelos meus jogadores e pela forma como conseguiram mudar da primeira para a segunda parte. A intensidade defensiva deu-nos mais conforto e as coisas tornaram-se mais fáceis. Muito obrigado aos adeptos que têm sido fenomenais e peço que nos acompanhem até ao final da época porque não os vamos desiludir. É importante que estejamos cientes de que não podemos depender de jogador nenhum, acho que a equipa está novamente mais confortável e confiante. Vamos voltar novamente ao nível em que estávamos. A ambição desmedida que sinto que as pessoas têm neste clube leva-nos a sonhar. Não estamos preocupados com o que pensam lá fora, estamos a pensar na qualidade que temos cá dentro. Tenho a certeza que o basquetebol do FC Porto vai continuar a um nível que satisfaça os nossos adeptos, que é o que queremos”, afirmou Fernando Sá após o final da partida.

Na próxima sexta-feira, o Dragão Arena volta a receber a equipa de basquetebol para o duelo frente ao Esgueira (20h00, Porto Canal/FC Porto TV).

FICHA DE JOGO

FC PORTO- SCMU CRAIOVA, 90-64
FIBA Europe Cup, Grupo I, 4.ª jornada
24 de janeiro de 2023
Dragão Arena

Árbitros: Valentim Oliot (França), Joaquim Gonzalez (Espanha) e Arnau Feliu (Espanha)

FC PORTO: Teyvon Myers (11), Max Landis (29), Francisco Amarante (3), Brian Conklin (8) e Michael Finke (4)
Suplentes: Miguel Maria Cardoso (8), Jay Threatt (5), Vlad Voytso (5), Keven Gomes (4), João Guerreiro (5), Miguel Queiroz (6) e Marvin Clark II (2)
Treinador: Fernando Sá

SCMU CRAIOVA: Cortez Edwards (6), Giordan Watson (12), Shawn Hopkins (8), Milivoje Mijovic (12) e Dimitrije Nikolic (1)
Suplentes: Niki Rogobete, Demonte Flanningan (5), George Vlad, George Blaj-Voinescu (4), Bogdan Tibirna, Alexandru Coconea, Topias Palmi (16)
Treinador: Vitaly Stepanovskyy

Ao intervalo: 44-34
Parciais: 18-18; 26-16; 23-21; 23-9

 

+ notícias: Desporto

FC Porto (Sub-19): Dragões seguem para os oitavos de final da Youth League

A equipa de Sub-19 do FC Porto está nos oitavos de final da UEFA Youth League depois de bater nesta quarta-feira o Panathinaikos (1-0), no mítico Apostolos Nikolaidis, em Atenas (Grécia), no Play-off da prova. Um golo de Jorge Meireles, já no segundo tempo (71m), deu o triunfo aos Dragões.

FC Porto: Confira o onze escolhido por Sérgio Conceição para os “quartos” de final da Taça de Portugal

Os ‘Dragões’ defrontam, esta quarta-feira, o Académico de Viseu, numa partida a contar para os “quartos” da Taça de Portugal.

FC Porto (Basquetebol): Derrota em França dita deslocação à Finlândia nos "quartos" da FIBA Europe Cup

O FC Porto foi infeliz em França, frente ao Cholet (95-83), mas a história épica na FIBA Europe Cup não terminou para os Dragões. Ao passar em segundo lugar no grupo I, os azuis e brancos vão medir forças com o Karhu Basket, vencedor do grupo J, nos quartos de final a 8 (fora) e 15 de março (em casa). Vlad Voytso e Michel Finke, ambos com 19 pontos, foram os melhores marcadores dos da Invicta na partida.