PJ desarticula grupo suspeito de introduzir droga na prisão de Braga

PJ desarticula grupo suspeito de introduzir droga na prisão de Braga
| Norte
Porto Canal/Agências

A Polícia Judiciária (PJ) deteve duas mulheres suspeitas de integrarem um grupo criminoso que alegadamente introduzia droga no Estabelecimento Prisional de Braga, anunciou hoje aquela força policial.

Em comunicado, a PJ acrescenta que as detenções aconteceram na segunda-feira, dia em que foram realizadas buscas domiciliárias e não domiciliárias em Fafe e Amares, distrito de Braga.

Das buscas resultou a apreensão de cerca de 6.000 doses de cocaína, haxixe e liamba.

Foram ainda apreendidos aparelhos de telecomunicações e de outros objetos relacionados com a prática de tráfico de estupefacientes

Segundo a PJ, em dezembro já tinha sido detida uma outra mulher que prestava serviço de apoio à cantina da cadeia de Braga, suspeita de introduzir produto estupefaciente naquele estabelecimento.

As mulheres agora detidas seriam as "fornecedoras" da droga.

A PJ acredita que, com esta operação, terá "desarticulado o grupo criminoso investigado, indiciado por tráfico de estupefacientes agravado".

As mulheres agora detidas serão presentes no Tribunal de Braga, para primeiro interrogatório judicial de arguido detido e eventual aplicação de medidas de coação.

+ notícias: Norte

Presidente da Câmara de Vila Real critica a distribuição dos fundos comunitários

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, confirmou na passada quarta-feira que as propostas de criação de duas novas NUT II já foram aprovadas por Bruxelas. Rui Santos, em declarações ao Porto Canal, criticou a criação das NUTs, que segundo o autarca falharam ao não olhar para o país em geral.

Crescimento da procura no metro do Porto potenciada pela linha amarela

Em 2022, o metro do Porto ultrapassou as 65 milhões de validações. O ano passado foi o segundo melhor de sempre em termos de procura, uma vez que foram registadas menos 8,9% das validações, face ao melhor ano (2019).

Câmara de Aveiro vai contratar mais funcionários para as escolas

A Câmara Municipal de Aveiro decidiu esta quinta-feira contratar mais funcionários para as escolas, face à avaliação das necessidades feita junto dos agrupamentos.