Depois dos despedimento, Spotify poderá aumentar preço de subscrição 

Depois dos despedimento, Spotify poderá aumentar preço de subscrição 
EPA
| Mundo
Porto Canal

O Spotify anunciou o despedimento de cerca de 600 trabalhadores esta segunda-feira mas, entretanto, também o preço das subscrições poderá aumentar. 

O CEO da empresa já tinha anunciado que esta era uma possibilidade para este ano. 

De acordo com o site TechRadar, o CEO Daniel Ek disse que “em 2022 o crescimento das despesas operacionais do Spotify ultrapassou o crescimento da receita em duas vezes”, explicando que esta é uma situação “insustentável em qualquer clima” económico.

A subscrição do Spotify Premium está neste momento nos 3,49 euros, para estudantes; nos 6,99 euros, para subscrião individual; nos 8,99 para duas contas; e nos 11,99 para até seis contas. 

+ notícias: Mundo

Escândalo sexual expulsa Príncipe André do Palácio de Buckingham

O príncipe André, de 62 anos, foi expulso de vez do Palácio de Buckingham, residência oficial da família real britânica, pelo rei Carlos III. Segundo avança o jornal britânico ‘The Sun’, o Duque de York terá dito a amigos próximos que nos detalhes sobre o caso de abuso sexual vão ser públicos em breve.

Mais de 6500 russos ligaram para linha de deserção "Eu quero viver"

Mais de 6500 russos ligaram para a linha de deserção: "Eu quero viver". Trata-se de uma linha direta criada pela Ucrânia em setembro de 2022. 

"Longa vida à Rússia". Pai de Djokovic visto ao lado de apoiantes de Putin no Open da Austrália

Srdjan Djokovic, pai de Novak Djokovic, foi filmado, na noite de quarta-feira, a posar com manifestantes pró-Rússia, envergando bandeiras com a cara de Vladimir Putin e sinais com a letra 'Z', de apoio às forças militares do país.