11 anos depois, homem confessa que matou amigo em Famalicão e é condenado a oito anos de prisão

| Norte
Porto Canal / Agências

O Tribunal Criminal de Guimarães condenou esta terça-feira a oito anos e 10 meses de prisão o homem que, 11 anos após o crime, confessou às autoridades ter matado a tiro um amigo, no concelho de Famalicão, distrito de Braga.

Na leitura do acórdão, a juíza presidente disse que, em julgamento, não ficou provado que o tiro foi acidental - versão apresentada pelo arguido - nem que houve intenção de matar a vítima – segundo a acusação do Ministério Público -, mas antes que o homem “conformou-se” com a possibilidade de matar o amigo, à data com 34 anos, quando experimentava uma arma.

O arguido confessou às autoridades, 11 anos depois, ter matado a vítima a tiro de caçadeira, num pinhal, em Landim, concelho de Famalicão, alegando ter consciência pesada e para que alma do seu amigo pudesse ter paz.

Os factos aconteceram em 2006/2007 e em 2018 o arguido confessou a sua autoria e indicou o local onde enterrou o corpo da vítima.

O crime ocorreu quando ambos experimentavam a arma no pinhal, depois de a vítima procurar o arguido para lhe comprar uma arma, e este disparou no momento em que o amigo se encontrava de costas, tendo sido atingido na cabeça.

+ notícias: Norte

PS quer que Casa do Douro volte a ser associação pública e de inscrição obrigatória

O PS entregou, esta semana, no Parlamento, um projeto-lei que pretende trazer de novo a Casa do Douro para a esfera pública, atribuindo-lhe novas competências e inscrição obrigatória. Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) mostra-se contra a reinstitucionalização, pedindo uma organização forte e representativa dos produtores. 

Rede de Turismo Industrial da região Porto e Norte conta com mais 15 pontos de visita

O Turismo do Porto e Norte alarga, na próxima segunda-feira, a mais 15 entidades da região a sua rede de Turismo Industrial, passando assim a incluir mais de 100 pontos de visita nessa oferta de museus, fábricas e outros equipamentos.

Aumento de 7,9% da Águas da Região de Aveiro "em conformidade com o regulador"

A empresa Águas da Região de Aveiro (AdRA) esclareceu, esta sexta-feira, que o aumento em 7,9% do tarifário da água e saneamento para 2023 “está em conformidade com a Entidade Reguladora”.