Covid-19. França não descarta regresso da máscara

Covid-19. França não descarta regresso da máscara
| Mundo
Porto Canal / Agências

O ministro francês da Saúde, François Braun, garantiu hoje não descartar o regresso da obrigatoriedade do uso de máscara, face ao aumento do número de infetados por covid-19, e apelou à vacinação.

“Se as infeções continuarem a aumentar, a minha mão não vai tremer se for necessário decretar a obrigatoriedade da máscara”, afirmou, em entrevista ao canal de televisão BFM.

Contudo, Braun notou que a decisão do executivo vai depender da evolução da situação, numa altura em que França também se depara com um aumento de casos de gripe e bronquiolite.

François Braun ressalvou não ser favorável às restrições, mostrando-se confiante quanto ao facto de os franceses adotarem, voluntariamente, medidas de prevenção.

“Lanço um apelo solene à vacinação”, acrescentou.

Segundo os últimos dados, reportados a sábado, França registou 52.908 novos casos, um aumento semanal de quase 10%.

+ notícias: Mundo

Comité Olímpico apoia a reintegração de atletas russos e bielorrussos

O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP) manifestou-se esta sexta-feira favorável à reintegração dos atletas russos e bielorrussos nas competições internacionais, de acordo com a orientação assumida pelo Comité Olímpico Internacional (COI), que deseja "explorar" vias para o fazer.

Frio no Afeganistão faz 158 mortos

O número de mortos devido às inundações repentinas e à pior onda de frio em décadas no Afeganistão, que atingiu o país nas últimas duas semanas, subiu para 158, avançaram à EFE as autoridades talibãs.

Necessárias medidas para travar violações de direitos humanos na Venezuela. Pedido de 90 ONG à ONU

Noventa organizações não-governamentais (ONG) venezuelanas pediram ao Alto-Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) que reforce o trabalho conjunto e os mecanismos internacionais para travar as violações dos direitos humanos na Venezuela.