Agitação marítima fecha duas barras marítimas e condiciona três

Agitação marítima fecha duas barras marítimas e condiciona três
| Norte
Porto Canal

As barras marítimas de Esposende e do Portinho da Ericeira estão fechadas a toda a navegação e três outras estão condicionadas devido à agitação do mar, informa este domingo a Autoridade Marítima Nacional.

De acordo com informação disponível na página da AMN, na zona Norte está encerrada a barra marítima de Esposende e condicionadas as barras da Póvoa do Varzim, de Vila do Conde e da Figueira da Foz, enquanto no Centro está fechada a barra do Portinho da Ericeira.

As barras marítimas de Póvoa do Varzim e de Vila do Conde estão condicionadas a embarcações de calado superior a dois metros, que "devem praticar a barra apenas no período compreendido entre duas horas antes e até duas horas após a preia-mar".

Já a barra da Figueira da Foz está condicionada a embarcações de comprimento inferior a 11 metros.

Todas as restantes 41 barras marítimas do país e ilhas estão abertas a toda a navegação.

A população é aconselhada a evitar passeios junto ao mar ou em zonas expostas à agitação marítima, como os molhes de proteção dos portos, arribas ou praias, para evitar ser surpreendida por uma onda, e a não praticar a atividade da pesca lúdica, em especial junto às falésias e zonas de arriba frequentemente atingidas pela rebentação das ondas.

À comunidade marítima é recomendado o reforço da amarração e uma vigilância apertada das embarcações atracadas e fundeadas.

+ notícias: Norte

Escolhem o Porto para trabalhar. Há quatro mil nómadas digitais na Invicta

Um computador portátil e bom acesso à internet bastam para que os nómadas digitais se instalem em qualquer parte do mundo. Contudo, a boa reputação da cidade a nível internacional, o bom tempo e o custo de vida acessível têm servido de chamariz para várias pessoas que trabalham remotamente.

“Ligação Braga-Guimarães caminha a passos largos para ser o aeroporto de Lisboa do Norte”, afirma Ricardo Rio

O Presidente da Câmara de Braga foi, esta quinta-feira, convidado da Manhã Informativa do Porto Canal.

Siaco declarada insolvente. Trabalhadores passam a ter direito a fundo de desemprego

A fábrica Siaco, produtora de calçado, em São João da Madeira, que fechou portas esta segunda-feira e deixou mais de uma centena de trabalhadores sem emprego, já foi declarada insolvente pelo Tribunal de Oliveira de Azeméis.