"Agora é olhar para a frente, com a missão de poder ajudar a Seleção". Pepe na antevisão do Portugal-Coreia do Sul

"Agora é olhar para a frente, com a missão de poder ajudar a Seleção". Pepe na antevisão do Portugal-Coreia do Sul
| Mundial 2022
Porto Canal

A seleção portuguesa de futebol realiza, esta quinta-feira, o último treino antes do jogo com a Coreia do Sul, o derradeiro no Grupo H do Mundial2022. Antes, Fernando Santos e Pepe falaram em conferência de imprensa, no Centro Nacional de Congressos do Qatar.

Quando questionado sobre a lesão que sofreu antes do Mundial, o atleta referiu que: "Quando me lesionei não dormi, porque queria recuperar o mais rápido possível para poder estar a disputar um Mundial nesta carreira, para ajudar a conseguir vitórias. Foi um caminho longo, agora é olhar para a frente, com a missão de poder ajudar a Seleção."

No seguimento de uma pergunta sobre o facto de fazer 40 anos em fevereiro, o jogador dos azuis e brancos afirmou que: "Não vou entrar por aí, se é o ultimo, se não é... Estou aqui para desfrutar ao máximo, sou privilegiado por poder acordar e fazer o que mais amo, que é poder jogar futebol."

Relativamente a Rúben Dias e António Silva, Pepe declarou que a seleção dispõe de "enormes jogadores, espero que o António possa fazer o seu percurso naturalmente, como fez o Rúben Dias que já foi ao Mundial da Rússia. Desejo-lhe sorte, a sorte dele também é a nossa. Que seja feliz e se possa desenvolver na Seleção e no clube."

Portugal e Coreia do Sul defrontam-se na sexta-feira, a partir das 18h00 locais (15h00 em Portugal continental), no Estádio Education City, em Doha, em jogo da terceira jornada do Grupo H.

A equipa das ‘quinas’, que assegurou a qualificação para os oitavos de final com o triunfo sobre o Uruguai (2-0), lidera o grupo, com seis pontos, mais três do que o Gana, segundo, e mais cinco face a sul-coreanos, treinados por Paulo Bento, e uruguaios, que, à mesma a hora, defrontam os ganeses.

 

Notícia em atualização

+ notícias: Mundial 2022

Mundial2022: Dinamarca 'troca' golos por dinheiro para apoiar trabalhadores migrantes no Qatar

Os golos marcados em novembro na Dinamarca, desde os escalões amadores até ao campeonato principal, vão gerar uma verba para ajudar os trabalhadores migrantes no Qatar, anunciou esta segunda-feira a Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU).

Qatar vai pagar a "espiões" para elogiarem o Mundial?

A questão é feita pelo jornal inglês "The Times", que na edição desta sexta-feira afirma que 40 adeptos ingleses foram escolhidos para integrar um grupo de 400 pessoas, oriundas de 60 países, com o objetivo de "limpar" a já negra imagem do Mundial de Futebol de 2022.

Mundial2022: FPF subscreve declaração com outras nove federações europeias sobre o Qatar 

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) subscreveu, com outras nove federações europeias, uma declaração em que reconhece que o Qatar trá feito progressos no que diz respeito aos direitos dos trabalhadores migrantes, revela a FPF em comunicado.