"Génio" das criptomoedas perde 25 mil milhões de euros com falência de plataforma e é investigado por fraude

"Génio" das criptomoedas perde 25 mil milhões de euros com falência de plataforma e é investigado por fraude
| Economia
Porto Canal / Agências

O ex-líder e fundador da plataforma de intercâmbio de criptomoedas FTX confessou estar "profundamente desolado" pela falência da empresa.

"Estou profundamente desolado pelo que aconteceu", disse Sam Bankman-Fried na sua primeira entrevista pública desde a falência da FTX.

Apanhada numa onda de pânico que levou os utilizadores a tentar retirar os seus fundos da plataforma, a FTX suspendeu primeiro os levantamentos, antes de ser forçada a declarar falência em 11 de novembro.

"Fui diretor-geral da FTX, o que significa que aconteça o que acontecer, tinha a obrigação de preservar os interesses dos acionistas e clientes", admitiu Bankman-Fried, questionado numa conferência do jornal The New York Times.

"Cometi muitos erros claramente, coisas que daria tudo para poder corrigir hoje", continuou o empresário de 30 anos.

Bankman-Fried é suspeito de ter usado, com colaboradores, recursos depositados na plataforma por clientes da FTX para realizar transações financeiras especulativas com a sua outra empresa, a Alameda Research. Se forem comprovados, esses factos podem levar a um processo criminal.

"Não estou a pensar nisso. O importante não é isso", disse o ex-líder da FTX sobre uma possível audiência no tribunal.

O empresário disse estar mais interessado em "tentar fazer todo o possível para ajudar" investidores e clientes da plataforma.

Bankman-Fried chegou a ter uma fortuna avaliada em 26 mil milhões de dólares (cerca de 25 mil milhões de euros), baseada na avaliação da FTX e da Alameda, mas perdeu tudo com a falência da plataforma.

+ notícias: Economia

BCE sobe taxas de juro... e anuncia nova subida para março

O Banco Central Europeu anunciou esta quinta-feira a subida das taxas de juro em 50 pontos base. Em comunicado, o BCE aproveitou para revelar que tenciona subir novamente as taxas de juro já na próxima reunião em março.

ACT notifica 1.540 empresas devido a diferenças salariais 

A Autoridade para as Condições de Trabalho vai notificar, a partir desta quinta-feira, 1.540 empresas por apresentarem diferenças salariais.

Juros da dívida de Portugal caem a dois anos e sobem a cinco e 10 anos

Os juros da dívida portuguesa estavam esta sexta-feira a descer a dois anos e a subir a cinco e a 10 anos face a quinta-feira.