"Casamento" entre Hospital Militar do Porto e Faculdade de Medicina celebrado esta quarta-feira

| Norte
Porto Canal / Agências

A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e o Hospital das Forças Armadas assinam esta quarta-feira um acordo para a formalização de um centro que visa otimizar a formação técnica, científica e profissional de estudantes, civis e militares.

"O acordo é em prol do ensino, da investigação e da inovação em medicina", afirmou, em declarações à agência Lusa, o diretor da FMUP, Altamiro da Costa Pereira.

Segundo o diretor, o acordo de cooperação institucional formaliza a criação do Centro Clínico Universitário D. Pedro V no polo do Porto do Hospital das Forças Armadas e vai debruçar-se sobre "áreas de interesse" tanto para a faculdade, como para as forças armadas no campo do ensino, investigação e assistência médica.

Destacando que o acordo é uma "espécie de casamento" entre as duas instituições, Altamiro da Costa Pereira esclareceu que este "não é um centro académico clínico", nem um "hospital universitário", mas uma "ideia que poderá beneficiar cada uma das instituições".

"A Faculdade de Medicina tem, neste momento, imensas dificuldades com as instalações que dispõe", referiu o diretor, dizendo que já está prevista, no âmbito do acordo de cooperação, a realização de exames práticos da área clínica no Hospital das Forças Armadas.

"O centro é um espaço virtual que pode vir a ser objetivado no futuro dependendo dos acordos que forem sendo feitos entre o Hospital das Forças Armadas e a faculdade", adiantou o diretor.

Altamiro da Costa Pereira salientou ainda que, de futuro e ao abrigo do acordo, podem vir a ser criadas outras valências como clínicas universitárias, um centro de simulação avançada ou um centro de telemedicina.

"É uma questão de existir interesse de ambas as partes", realçou o diretor, adiantando que o centro vai também focar-se em áreas como a medicina de emergência, trauma, tecnologias robóticas e telemedicina.

"Este é um acordo de intenções que pode abrir portas a médicos mais jovens", acrescentou Altamiro da Costa Pereira, notando que o acordo permitirá ainda "dar uma outra vida ao hospital" e destacando o papel do chefe de Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante António Silva Ribeiro, na concretização deste centro.

O acordo entre a FMUP e o Hospital das Forças Armadas é assinado durante a tomada de posse para um segundo mandato do diretor da FMUP, Altamiro da Costa Pereira, que decorre no Salão Nobre da Reitoria da U.Porto.

+ notícias: Norte

Crescimento da procura no metro do Porto potenciada pela linha amarela

Em 2022, o metro do Porto ultrapassou as 65 milhões de validações. O ano passado foi o segundo melhor de sempre em termos de procura, uma vez que foram registadas menos 8,9% das validações, face ao melhor ano (2019).

Presidente da Câmara de Vila Real critica a distribuição dos fundos comunitários

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, confirmou na passada quarta-feira que as propostas de criação de duas novas NUT II já foram aprovadas por Bruxelas. Rui Santos, em declarações ao Porto Canal, criticou a criação das NUTs, que segundo o autarca falharam ao não olhar para o país em geral.

Câmara de Aveiro vai contratar mais funcionários para as escolas

A Câmara Municipal de Aveiro decidiu esta quinta-feira contratar mais funcionários para as escolas, face à avaliação das necessidades feita junto dos agrupamentos.