Porto: Filipe Araújo é o novo líder dos independentes

Porto: Filipe Araújo é o novo líder dos independentes
| Porto
Porto Canal

O vice-presidente da Câmara Municipal do Porto Filipe Araújo é também a partir deste sábado presidente da associação cívica “Porto, o Nosso Movimento”. Segundo fonte do movimento, a lista única encabeçada pelo 'vice' de Moreira conquistou 66 votos dos 68 votos dos associados que participaram no ato eleitoral. Os restantes dois votos foram em branco.

Juntamente com os vereadores Pedro Baganha e Catarina Araújo, o vice-presidente de Rui Moreira assume a liderança da associação cívica criada a 6 de dezembro de 2017 para apoiar o atual autarca do Porto.

Ainda que não o assuma abertamente, Filipe Araújo tem vindo a ser considerado o independente mais bem posicionado para encabeçar as listas do movimento às eleições autárquicas de 2025, ano em que Rui Moreira será forçado a abandonar a autarquia, por limitação de mandatos.

Em declarações ao Porto Canal, Filipe Araújo afirmou que estas eleições "são importantes" e sublinhou o papel da associação, que, no entender do autarca, "é preponderante na vida política da cidade" e procura dar "um apoio político à gestão de Rui Moreira e do seu executivo”.

O vice-presidente do executivo do Porto não quis para já assumir uma candidatura à sucessão de Rui Moreira, acrescentando que “aquilo que importa registar é um caminho a desempenhar."

+ notícias: Porto

Centro de apoio a sem-abrigo apela a revisão do plano de contingência do Porto

O Centro de Apoio ao Sem Abrigo (CASA) do Porto apelou esta quinta-feira à alteração do plano de contingência municipal, por considerar “redutor” o critério da temperatura mínima de 3 graus Celsius que determina a sua ativação.

Proposta de criminalização do consumo de droga “não é feliz”, defende membro do grupo municipal de Rui Moreira

Pedro Schuller, membro da Assembleia Municipal eleito pelo “Porto, o Nosso Movimento”, considera que a proposta apresentada por Rui Moreira para a criminalização do consumo de droga [em espaços públicos] não “foi feliz ou adequeada”. O jovem dirigente da Iniciativa Liberal considera que “Portugal é um caso de sucesso, precisamente por tratar a droga como um problema de saúde pública e não como um problema legal”. Sobre a moção, aprovada pelo executivo na semana passada, diz que o objetivo de alertar para a problemática da droga no Porto “foi conseguido” mas que, “com mais cuidado, o objetivo tinha sido cumprido de uma forma mais consequente”.

Camião 'engolido' em aluimento de terras no centro do Porto

Um veículo pesado foi esta quinta-feira engolido na Rua Trindade Coelho, na zona entre a interseção com a Rua das Flores e o Largo dos Loios.