Assédio moral e excesso de trabalho leva técnicos de manutenção de aeronaves à exaustão

Assédio moral e excesso de trabalho leva técnicos de manutenção de aeronaves à exaustão
| País
Porto Canal

Os técnicos de manutenção de aeronaves em Portugal apontam o assédio moral, ou a pressão para trabalhar nas folgas, como fatores que levam ao esgotamento emocional, segundo os resultados de um inquérito realizado a pedido do sindicato do setor, sendo que a maioria trabalha na TAP.

O assédio moral e a pressão para trabalhar em dias de folga, ou o medo de errar no desempenho das funções devido à falta de colegas e de organização, são algumas das razões que levam os técnicos de manutenção de aeronaves a ter sinais de cansaço e de esgotamento emocional.

Estas conclusões fazem parte do "Inquérito Nacional às Condições de Vida e de Trabalho dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves", realizado pelo Observatório para as Condições de Vida e de Trabalho a pedido do SITEMA -- Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves, que será apresentado esta quarta-feira em Lisboa.

A grande maioria dos inquiridos (67%) faz horas extra, 60% confessam não conseguir efetivamente descansar nas folgas e 58% diz não ter tempo para cuidar da família ou deles próprios.

Quanto às horas extra, alguns testemunhos qualitativos revelaram que tal ocorre "por má programação da gestão e das chefias, que trabalham sistematicamente com deficiência de pessoal".

Os resultados indicam que 64% dos técnicos de manutenção de aeronaves (TMA) declaram ter dificuldade em dormir, 44% declaram-se emocionalmente exaustos algumas vezes por mês, uma vez por semana (10%), algumas vezes por semana (14%) ou sempre (3%).

Segundo os resultados do estudo, a maioria dos inquiridos trabalha na TAP (88%), seguindo-se a Portugália (6%) e a SATA (6%), e vivem, na sua maioria, nos concelhos de Vila Franca de Xira e também em Lisboa, Sintra, Loures, Almada e Amadora.

Perante estes dados, entre os inquiridos, 86% concorda que os TMA deveriam ter um regime especial de reforma e 97% refere que o trabalho que desempenha envolve pressão contínua e stress laboral.

+ notícias: País

Relatório sobre abusos na Igreja será divulgado em fevereiro de 2023

O relatório da Comissão Independente para o Estudo de Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica Portuguesa vai ser apresentado no próximo dia 16 de fevereiro, às 10h00, em Lisboa, adiantou o coordenador Pedro Strecht.

Madeira emite recomendações por previsões de forte precipitação

O Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira emitiu este sábado um conjunto de recomendações à população face às previsões meteorológicas previstas que colocam o arquipélago sob aviso laranja para precipitação forte.

35.295 euros apreendidos em operação de combate ao jogo ilícito pela ASAE

Nestas operações foram instaurados dois processos-crime por exploração de jogos sem autorização. Operações foram realizadas no concelho de Murtosa e Vale da Cambra.