PS abstém-se no Orçamento Municipal do Porto para 2023. Partido vê várias limitações

PS abstém-se no Orçamento Municipal do Porto para 2023. Partido vê várias limitações
| Porto
Porto Canal

O orçamento municipal do Porto para 2023 foi aprovado em reunião da Câmara Municipal do Porto, a decorrer nos Paços do Concelho na manhã desta segunda feira. No entanto, o Partido Socialista absteve-se no orçamento municipal para 2023.

Em comunicado, o PS Porto divulgou algumas medidas prioritárias que foram “apresentadas no diálogo em torno da preparação do orçamento e que justificam a abstenção e a viabilização por parte do PS”.

“Não sendo o orçamento que o PS apresentaria, com limitações que identificámos, este é um orçamento que engloba várias prioridades que apresentámos e que correspondem a melhorias na vida dos portuenses”.

Algumas das medidas que o partido socialista considera uma melhoria passam pelo “o aumento de 44% no investimento para habitação, pela criação de um plano especial para pagamento de dívidas às Águas do Porto, pela garantia da não existência de trabalhadores precários no município, pela preservação de uma política fiscal favorável aos portuenses, pelo congelamento das rendas apoias em 2023, pela suspensão do alojamento local em áreas críticas da cidade e ainda a intervenção nas ilhas da cidade do Porto garantindo condições de dignidade”.

O PS Porto destaca ainda “a garantia de apoios para as IPSS, o reforço da intervenção de pessoas em situação de sem-abrigo, a gratuitidade dos transportes até aos 18 anos, a intervenção na ramal da Alfândega, a continuidade da aposta em planos de arborização, a abertura para revisitar o mapa das freguesias em 2023 e ainda a garantia de uma solução para o Clube Desportivo de Portugal e o reforço dos apoios ao associativismo”.

No comunicado, o partido acrescenta ainda que “a garantia de que o executivo estará aberto ao diálogo com o PS no âmbito da revisão orçamental no primeiro trimestre, na ordem de pelo menos 70 milhões de euros, procurando incorporar mais medidas que consideramos prioritárias”.

+ notícias: Porto

Tinto do Dão vence Vinho do Ano da Revista de Vinhos 

O tinto do Dão Vinha Negrosa 2019, elaborado pelo produtor Marcelo Vilela Araújo, venceu o prémio de Vinho do Ano da Revista de Vinhos, numa gala que também premiou a enóloga galega Susana Esteban.

Rui Moreira reage à carta enviada pela PSP: Trata-se de uma "tentativa de cosmética"

O Presidente da Câmara do Porto já reagiu à carta que lhe foi enviada pela PSP que pedia a abertura de mais ruas no bairro da Pasteleira e uma melhor iluminação na zona. Para o autarca, a carta em questão, constitui uma "tentativa de cosmética" por parte da PSP.

Novo regulamento da Movida do Porto entra em vigor em março

O novo Regulamento da Movida do Porto, que delimita zonas e impõe restrições de horários a estabelecimentos, publicado esta sexta-feira em Diário da República, entra em vigor no dia um de março, dando dois meses aos proprietários para se adaptarem.