Gaia quer vender a "preço social" terreno municipal para construir cuidados continuados

Gaia quer vender a "preço social" terreno municipal para construir cuidados continuados
| Norte
Porto Canal / Agências

A Câmara de Vila Nova de Gaia tenciona colocar à venda em hasta pública a “preço simbólico” um terreno municipal devoluto destinado exclusivamente à construção de uma unidade de cuidados continuados, revelou esta segunda-feira o presidente.

"Estamos a preparar o procedimento para vender a um custo social e simbólico um terreno municipal a alguém que se queira propor a construir uma unidade de cuidados continuados", adiantou Eduardo Vítor Rodrigues.

O autarca, que falava no final da reunião pública do executivo municipal, sublinhou que além do preço simbólico, o Município de Gaia, no distrito do Porto, irá isentar o investidor das taxas de todo o processo construtivo.

Contudo, vincou, a venda será condicionada, ou seja, aquele terreno só poderá ser para construção de equipamento social.

E, caso isso não aconteça, o terreno, localizado em Canidelo, reverte imediatamente para a Câmara sem direito a indemnização.

“Ficará salvaguardado para todo o sempre que aquele terreno só pode dar lugar a um equipamento social, não pode sofrer qualquer tipo de alterações, nem ter nenhuma lógica mercantilista”, ressalvou.

+ notícias: Norte

Chuvas fortes de janeiro causaram 5ME de prejuízos em espaços privados de Gaia

O mau tempo do início de janeiro causou prejuízos de mais de cinco milhões de euros em casas e comércios de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, adiantou esta segunda-feira o presidente da câmara municipal.

Bar do Porto reconhece “falha” após episódio de homofobia

O responsável pelo estabelecimento ‘Maus Hábitos’ reconhece que se tratou de uma “falha grave”. Depois de um grupo de jovens ter sido agredido, esta sexta-feira à noite, depois de vários comentários homofóbicos, o responsável pelo espaço diz que se tratou de “um erro” o facto de terem sido expulsos todos os envolvidos, “deixando assim as vítimas vulneráveis”.

Saiu em Famalicão a nova raspadinha de 77.777 euros

Uma raspadinha com 77.777 euros foi adquirida por um apostador no "Quiosque Central e Pão Quente O Guedes", de Cabeçudos, em Famalicão.