Chega atacou mas PS e Governo defenderam Marta Temido no Parlamento

Chega atacou mas PS e Governo defenderam Marta Temido no Parlamento
| Política
Porto Canal

Com a antiga ministra da saúde presente, Chega atirou que há deputados “que não têm nada para fazer”. Partido Socialista e Governo defenderam Marta Temido.

A acusação foi feita durante o debate sobre as alegadas incompatibilidades no Governo, que decorreu durante toda a manhã desta sexta-feira.

Marta Temido, que assume agora o papel de deputada, ouviu as críticas da bancada do Chega e esboçou um sorriso, de forma discreta.

"A senhora ex-ministra Marta Temido, que está ali atrás, veio provar-nos que há deputados que não têm nada que fazer. Nem sequer foi para a comissão de saúde, a sua área de especialidade", disse o deputado do Chega.

Sob o olhar atento de Marta Temido, o deputado foi mais longe e acrescentou que a antiga ministra deixou o ministério da saúde “durante a madrugada” e “num caos absoluto”.

Depois de ouvir os "ataques", Marta Temido não respondeu, mas o PS pediu a palavra. Eurico Brilhante Dias, líder parlamentar do PS, defendeu a antiga governante: “Quando os insultos veem de uma bancada em particular, para nós, alguns desses insultos, são autênticas medalhas democráticas”.

No entanto, o deputado reiterou que há limites que não devem ser ultrapassados, e que cabe a cada deputado “definir o exercício do seu mandato”.

+ notícias: Política

TAP. António Costa e Medina devem pedir “desculpa” aos portugueses, diz Montenegro

O presidente do PSD, Luís Montenegro, considerou esta segunda-feira que o primeiro-ministro e o ministro das Finanças devem pedir “desculpa aos portugueses" por “terem injetado mais de três mil milhões de euros” na TAP.

Exames finais no ensino secundário são para manter, garante Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, garantiu ao final da tarde desta segunda-feira que o Governo vai manter os exames finais no ensino secundário.

Marta Temido é a nova presidente da concelhia do PS de Lisboa

Marta Temido é a nova presidente da comissão política da concelhia de Lisboa do Partido Socialista. Segundo avançou a ‘CNN Portugal’, a ex-ministra da Saúde assume o cargo que anteriormente era assegurado por Davide Amado.