Jovens portugueses percorrem Marrocos sem GPS em desafio solidário

Jovens portugueses percorrem Marrocos sem GPS em desafio solidário
| Norte
Porto Canal

Quatro mil quilómetros em dez dias, percorridos num carro com mais de 20 anos e sem GPS. São as principais regras do desafio “UniRaid” destinado a jovens sem medo do deserto. A prova arranca este sábado, em Tânger, Marrocos, mas o objetivo não é ganhar.

Diogo Moreira tem 21 anos e sempre gostou de carros e de conduzir. Na verdade, foi a paixão pelos motores que o fez arrancar. Depois de ouvir falar no desafio “UniRaid” convenceu o amigo Leandro Silva, os dois vão percorrer o deserto em 10 dias. “Vamos fazer cerca de 400 quilómetros por dia só com acesso a uma bússola e um roadbook”, explica Diogo Moreira. No final de cada etapa o objetivo é aceder a aldeias remotas e entregar material solidário às populações. “Pelas nossas contas temos cerca de 150 quilos de material, superou largamente as nossas expectativas”, acrescenta Leandro Silva.

Foram muitas as empresas que se associaram à prova. A menos de dois dias do arranque são dezenas as marcas patrocinadoras, incluindo o Futebol Clube do Porto. “Levamos camisolas e cachecóis que esperamos que arranquem sorrisos às crianças”, diz Leandro Silva. O clube azul e branco apoiou os jovens com vestuário do clube que irá chegar às populações mais remotas de Marrocos.

Diogo Moreira é formado em informática pela Universidade Portucalense, outra das entidades patrocinadoras, e Leandro Silva está a terminar o curso de Comércio Internacional no Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto. Os jovens não tem qualquer experiência em provas de todo-o-terreno mas prometem percorrer Marrocos com o objetivo solidário de ajudar famílias.

+ notícias: Norte

Galiza e Portugal, nações irmãs. Causa galega marcha pelas ruas do Porto e Gaia

A iniciativa promovida por um grupo de cidadãos da Galiza passará, este sábado, pelas ruas do Porto e Gaia, naquela que é, segundo a organização, a intenção de "tornar visível a questão galega".

Casa da Arquitetura vai montar exposição com espólio do Metro do Porto

A Casa da Arquitetura pretende mostrar o acervo da Metro do Porto nos próximos três anos, tendo o seu diretor considerado que a implementação deste sistema de transportes, há 20 anos, implicou uma "disseminação positiva" da sua linguagem arquitetónica.

Distrito de Vila Real com 4 mortos e 18 alertas de incêndio urbano desde outubro

No distrito de Vila Real foram contabilizados 18 incêndios urbanos desde o dia 1 de outubro, dos quais resultaram quatro vítimas mortais, dois feridos e dois desalojados, segundo disse o comandante operacional distrital, Miguel Fonseca, esta sexta-feira.