NASA envia nave para alterar trajeto de asteroide

NASA envia nave para alterar trajeto de asteroide
| Mundo
Porto Canal

A NASA, agência espacial norte-americana, vai enviar a sua nave DART numa missão para colidir com um asteróide, no primeiro teste de uma técnica que pode um dia ser necessária para desviar um objeto espacial que ameace colidir com a Terra.

A missão, denominada Double Asteroid Redirection Test (Dart), que em português se pode traduzir como “Teste de Redireccionamento de Asteroide Duplo”, acontece esta terça-feira, quando o relógio em Portugal, marcar 14 minutos depois da meia-noite.

A sonda será disparada a 25000 km/h contra um asteroide para perceber se consegue mudar o rumo que este está a seguir.

O teste vai ser feito agora contra o asteroide Dimorphos, que faz parte de um sistema binário com o asteroide maior Didymos e nenhum dos dois representa qualquer ameaça de colisão atualmente.

Ao ser atingido propositadamente, a NASA espera impulsioná-lo para uma órbita menor, reduzindo em alguns minutos o tempo necessário para alterar a sua órbita em torno de Didymos, um outro asteroide de maiores dimensões.

A agência pretende usar telescópios em Terra e no espaço para monitorizar a trajetória do Didymos e perceber qual o impacto de uma nave embater a velocidades extremamente elevadas tem na rota e velocidade do asteroide.

Lindley Johnson, da NASA, explica que “esta demonstração é extremamente importante para o nosso futuro aqui na Terra”.

"Dart é a primeira missão de teste de defesa planetária a demonstrar a corrida de uma nave espacial a um asteroide para mover a posição desse asteroide tão ligeiramente no espaço", explicou Nancy Chabot do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, que lidera esta missão.

 

+ notícias: Mundo

Fim do “Modo Avião”. União Europeia vai permitir chamadas e acesso à internet durante os voos

Os passageiros das companhias aéreas a voar em céus europeus poderão, em breve, dar uso total aos seus telemóveis durante o período de voo.

Pelé colocado em cuidados paliativos após suspensão da quimioterapia

Segundo a Folha de São Paulo, a quimioterapia que Pelé fazia desde 2021 foi suspensa e o antigo jogador está a ser submetido a "medidas de conforto", destinadas a aliviar as dores e a falta de ar.

Economia da Rússia "será destruída" ao limitar-se os preços do petróleo

Presidência ucraniana garante que a economia de Putin "será destruída" depois de ser introduzido um máximo para o preço do barril de petróleo em 60 dólares, após o acordo selado pela União Europeia, o G7 e a Austrália.