Ministério da Educação recebe mil pedidos por semana para substituir professores que pediram baixa

| Norte
Porto Canal

Há cerca de mil baixas médicas apresentadas por professores todas as semanas, docentes que é preciso substituir rapidamente, afirmou esta segunda-feira o ministro da Educação, João Costa.

O governante reafirmou que 90% das necessidades de professores se concentram em Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve e que, apesar do processo de substituição de docentes ser ágil, ele é também "dinâmico": todas as semanas estão a chegar cerca de mil pedidos para substituir baixas médicas, precisou.

João Costa, que falava aos jornalistas à margem de uma visita a uma escola de Santo Tirso, realçou que está a ser feito um trabalho de proximidade e a "ultimar o trabalho para permitir as acumulações entre escolas de uma forma mais fácil".

o ministro da Educação adiantou que ainda faltam preencher quase 3% dos horários cerca de 580), ou seja, professores em falta numa disciplina.

“Estamos a fazer tudo para que, em cada semana, estejamos sempre a colmatar as dificuldades que existem. A realidade que temos é que também todas as semanas chegam novos pedidos de professores”, sublinha João Costa.

+ notícias: Norte

Galiza e Portugal, nações irmãs. Causa galega marcha pelas ruas do Porto e Gaia

A iniciativa promovida por um grupo de cidadãos da Galiza passará, este sábado, pelas ruas do Porto e Gaia, naquela que é, segundo a organização, a intenção de "tornar visível a questão galega".

Casa da Arquitetura vai montar exposição com espólio do Metro do Porto

A Casa da Arquitetura pretende mostrar o acervo da Metro do Porto nos próximos três anos, tendo o seu diretor considerado que a implementação deste sistema de transportes, há 20 anos, implicou uma "disseminação positiva" da sua linguagem arquitetónica.

Distrito de Vila Real com 4 mortos e 18 alertas de incêndio urbano desde outubro

No distrito de Vila Real foram contabilizados 18 incêndios urbanos desde o dia 1 de outubro, dos quais resultaram quatro vítimas mortais, dois feridos e dois desalojados, segundo disse o comandante operacional distrital, Miguel Fonseca, esta sexta-feira.