STCP lança concurso de 20 milhões de euros para aquisição de 48 autocarros elétricos

STCP lança concurso de 20 milhões de euros para aquisição de 48 autocarros elétricos
| Porto
Porto Canal / Agências

A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) lançou um concurso público, no valor de 20 milhões de euros, para aquisição de 48 autocarros elétricos e fornecimento de equipamentos de carregamento, segundo o anúncio esta segunda-feira publicado em Diário da República.

De acordo com o anúncio, a STCP pretende adquirir 48 autocarros ‘standard’, com cerca de 12 metros de comprimento, de propulsão elétrica autónoma, para transporte urbano de passageiros (categoria M3 classe I).

A segunda componente deste concurso público internacional visa a instalação de uma estação de carregamento elétrica.

O valor base do procedimento é superior a 20 milhões de euros, sendo o prazo de execução do contrato de três meses.

Os interessados têm, a partir de hoje, 38 dias para enviar propostas.

A STCP transportou 51 milhões de passageiros em 2021, um aumento de 3,6% face aos 49,2 milhões transportados em 2020, segundo dados a que a Lusa teve acesso em 17 de fevereiro.

O capital e participações sociais da STCP foram transferidos, em 2021, do Estado para os municípios do Porto (53,69%), Vila Nova de Gaia (12,04%), Matosinhos (11,98%), Maia (9,61%), Gondomar (7,28%) e Valongo (5,4%).

+ notícias: Porto

Cinema Batalha reabre esta sexta-feira com programação gratuita 

O icónico Cinema Batalha da cidade do Porto foi inaugurado como sala de cinema e de espetáculos na década de 40 do século XX, mas fechou portas no ano 2000 devido avançado estado de degradação do edifício. 20 anos depois, e volvidos três anos de obras intensas de remodelação, o Batalha volta a abrir portas esta sexta-feira, dia 9 de dezembro, às 17h30, e nesse mesmo dia tudo é gratuito. 

Metro do Porto. 950 milhões de validações em 20 anos de "vida"

O Metro do Porto superou os 950 milhões de validações em 20 anos de serviço, que se assinalam esta quarta-feira, mas as linhas que ficaram por construir, como as da Trofa, Campo Alegre ou Boavista, poderiam ter aumentado esse número.

Descentralização: Acordo alcançado na Ação Social corresponde a “algumas exigências da autarquia”, diz Filipe Araújo

A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e o Governo chegaram, esta terça-feira, a acordo no processo de descentralização de competências para a área da Ação Social, após o Governo ter anunciado um aumento da verba anual a transferir para as autarquias de 56,1 milhões de euros para 90,8 milhões. Em entrevista ao Porto Canal, Filipe Araújo defende que o entendimento dá resposta "a algumas das exigências da autarquia portuense".