Juros da dívida sobem a dois, cinco e 10 anos para máximos de mais de cinco anos

| Economia
Porto Canal / Agências

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a subir a dois, a cinco e a 10 anos face a sexta-feira, para máximos de mais de cinco anos, alinhados com os Espanha, Grécia, Irlanda e Itália.

Às 08:40 em Lisboa, os juros a 10 anos avançavam para 3,105%, um máximo desde agosto de 2017, contra 3,062% na sexta-feira.

A cinco anos, os juros também subiam, para 2,578%, um máximo desde fevereiro de 2016, contra 2,522% na sexta-feira.

No mesmo sentido, os juros a dois anos avançavam, para 2,012%, um máximo desde fevereiro de 2014, contra 1,939% na sessão anterior.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha às 08:40:

2 anos...5 anos...10 anos

Portugal

26/09.......2,012....2,578.....3,105

23/09.......1,939....2,522.....3,062

Grécia

26/09.......2,627....3,937......4,622

23/09.......2,577....3,864......4,571

Irlanda

26/09.......2,061....2,327.....2,662

23/09.......1,962....2,262.....2,597

Itália

26/09.......3,090....3,941......4,427

23/09.......3,000....3,851......4,331

Espanha

26/09.......2,202....2,697......3,222

23/09.......2,154....2,643......3,169

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

+ notícias: Economia

TAP: Companhia diz que operou os 78 dos 148 voos previstos até às 11h30

A TAP disse esta quinta-feira que operou os 78 voos previstos até às 11h30, num total de 148 programados para o primeiro dia de greve de tripulantes, com um voo de serviços mínimos cancelado por falta de passageiros.

3 mil M€. Iberdrola quer investir em Portugal nos próximos anos

O presidente executivo da Iberdrola anunciou que a empresa quer investir em Portugal, nos próximos anos, três mil milhões de euros, afirmando que gostaria de o fazer ainda durante o mandato do primeiro-ministro, António Costa.

Choque das taxas de juro deverá atingir famílias nos primeiros meses de 2023

O choque das taxas de juro deverá atingir famílias e empresas no primeiro semestre de 2023, com a taxa de juro de referência na zona Euro a chegar ao pico até março, prevê a Allianz Trade, acionista da COSEC.