Antigo presidente da Câmara de Lisboa é contra a construção de um novo aeroporto

| País
Porto Canal

“Portugal é um país pequeno e está muitíssimo bem servido de infraestruturas aeroportuárias”.

Para o antigo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, João Soares, o aeroporto da cidade “não está esgotado” e, por isso, é “radicalmente contra a construção de um novo aeroporto”.

João Soares, em entrevista ao Porto Canal, garantiu que se fala “há mais de 50 anos de um novo aeroporto” e que o país tem “perdido imenso dinheiro” num “pretenso projeto”.

Para o antigo ministro de António Costa o país está “muitíssimo bem servido de infraestruturas aeroportuárias”, mas, João Soares defende que o aeroporto de Lisboa “precisa de uma reforma da aerogare”.

O mesmo não acontece no Porto, já que, o antigo presidente da Câmara de Lisboa defende que o aeroporto Francisco Sá Carneiro funciona “muitíssimo bem”.

João Soares ao Porto Canal comentou também o despacho do ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, que foi anulado por António Costa.

O antigo ministro considerou o despacho “uma gafe lamentável” e aconselhou Pedro Nuno Santos a “concentrar o seu talento na renovação e na recuperação da ferrovia”.

+ notícias: País

Oito jesuítas envolvidos em casos de abuso sexual de menores em Portugal entre 1950 e 1990

A Província Portuguesa da Companhia de Jesus anunciou hoje ter apurado, “com um grau de probabilidade elevada”, a ocorrência de casos de abuso sexual de menores cometidos por oito jesuítas, entre 1950 e o início da década de 1990.

Esperança de vida à nascença diminuiu em todas as regiões do continente

A esperança de vida à nascença diminuiu em todas as regiões de Portugal continental, sendo estimada em 80,72 anos no triénio 2019-2021, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta segunda-feira.

Marcelo recebe ukulele em São José e manifesta intenção de visitar Havai

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu este domingo em São José, Califórnia, um ukulele oferecido pelo cônsul honorário de Portugal no Havai e manifestou a intenção de visitar este arquipélago onde residem milhares de lusodescendentes.