Museu Judaico do Porto recebe Colar do Mérito Pedro, O Libertador

| Norte
Porto Canal

O Museu Judaico do Porto recebeu a comenda do Colar do Mérito Pedro, O Libertador, esta quinta-feira, outorgada pelo Conselho de Minerva, a Associação de Antigos Alunos da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

O Conselho de Minerva atribui a comenda ao Museu Judaico do Porto, pela prestação de um serviço de interesse público, notório em matéria de educação, e pela sua influência histórica da comunidade judaica na cultura brasileira, sendo esta uma das formas eleitas por este Conselho para comemorar o Bicentenário da Independência do Brasil.

Sebastião Amoêdo de Barros, Presidente da Minerva, assinala “o importante papel educativo do Museu Judaico do Porto para a Liberdade e o apoio da comunidade judaica às lutas liberais e a D. Pedro IV, não apenas com recursos financeiros, mas também com a própria vida de muitos dos seus filhos que lutaram efetivamente no cerco do Porto”.

+ notícias: Norte

Adepto obrigado a despir camisola do PSG durante jogo com o Benfica na Luz

Um adepto brasileiro foi, alegadamente, obrigado a despir a camisola que vestia no jogo da Liga dos Campeões desta quarta-feira, que opôs o Benfica e o PSG, no Estádio da Luz. A situação é revelada nas redes sociais, onde o jovem explica que lhe foi ainda pedido pela segurança que deixasse o seu lugar. O adepto estava acompanhado de um amigo que usava uma camisola da seleção brasileira.

Acidente entre três carros obriga ao corte da EN106 em Penafiel

Um acidente na noite desta quinta-feira provocou uma colisão entre três carros em Cabeça Santa, originando o corte da estrada nacional 106 em Penafiel. Segundo apurou o Porto Canal, cinco pessoas sofreram ferimentos leves tendo sido socorridas no local pelos bombeiros voluntários de Entre-os-Rios. Posteriormente foram transportadas para o Hospital Padre Américo no concelho de Penafiel.

Jovens portugueses percorrem Marrocos sem GPS em desafio solidário

Quatro mil quilómetros em dez dias, percorridos num carro com mais de 20 anos e sem GPS. São as principais regras do desafio “UniRaid” destinado a jovens sem medo do deserto. A prova arranca este sábado, em Tânger, Marrocos, mas o objetivo não é ganhar.