PJ exclui crime no caso de sem-abrigo queimado no Porto

PJ exclui crime no caso de sem-abrigo queimado no Porto
| Porto
Porto Canal

Um sem-abrigo ficou queimado esta madrugada de quinta-feira enquanto dormia, na rua Barros Lima, no Porto. Entretanto a Polícia Judiciária já afastou a hipótese de crime.

O homem de 52 anos queixou-se de que lhe atearam fogo enquanto dormia num túnel pedonal no centro da cidade do Porto. Acabou por sofrer queimaduras de segundo grau nas costas e nas mãos.

Pelas 8 horas, a vítima dirigiu-se ao Hospital Joaquim Urbano, com buracos na camisola e a pele já amarela, e acabou por ficar internado na Unidade de Cirurgia Plástica e Reconstrução.

A PJ aponta como causa do fogo um cigarro aceso que terá ficado esquecido e que acabou por incendiar o casaco.

De acordo com o Jornal de Notícias, o homem, conhecido por Gigio, vive na rua há cerca de um mês, depois de se ter chateado com a mãe, com quem vivia em Gondomar. Acabou por ir viver para aquela rua por ser perto do hospital Joaquim Urbano onde tomava anteriormente medicação diária.

+ notícias: Porto

Executivo do Porto vota suspender novos registos de AL no centro histórico e Bonfim

O executivo da Câmara do Porto vota sexta-feira suspender a autorização de novos registos de alojamento local (AL) nas freguesias do centro histórico e Bonfim com "efeitos imediatos" e por um período de seis meses.

Executivo do Porto discute adjudicar videovigilância à Soltráfego por 795 mil euros

O executivo da Câmara do Porto discute na sexta-feira adjudicar à empresa Soltráfego a aquisição e manutenção do sistema de videovigilância, composto por 79 câmaras, pelo valor de 795 mil euros, sem IVA.

Escola Básica Eugénio de Andrade distingue-se pelo ensino especializado para surdos

A Escola Básica Eugénio de Andrade, no Porto, faz parte do Agrupamento de Referência a Educação Bilíngue a alunos surdos. Apesar de receberem alunos com várias patologias, o que distingue a Escola Básica Eugénio de Andrade é o ensino especializado para surdos.