Porto: Centro da cidade reforçado com mais 212 quartos para estudantes

Porto: Centro da cidade reforçado com mais 212 quartos para estudantes
| Norte
Porto Canal

Um consórcio belga e francês, formado pelas empresas Promiris e CETIM e pelo grupo Odalys, abriu uma nova residência estudantil – a Odalys Porto Granjo Centro - perto da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Este investimento aumenta a oferta de quartos para estudantes em 212, numa altura particularmente difícil para muitos jovens conseguirem alojamento. 

Os vereadores Ricardo Valente, com o pelouro da Economia, Emprego e Empreendedorismo, e Pedro Baganha, com a pasta da Habitação, marcaram presença na inauguração do espaço no centro do Porto, ao lado dos representantes do consórcio.

A Odalys Porto Granjo Centro é composta por 212 quartos, 20 deles com caráter de alojamento turístico. Totalmente equipados e mobilados, os espaços estão divididos entre zonas de dormir, casa de banho, espaço para refeições com kitchenette e zona de trabalho com ligação a internet de alta velocidade.

Os estudantes têm ainda à disposição serviços de receção e segurança 24h, serviço de limpeza, lavandaria, cafetaria, ginásio, sala de convívio, áreas de coworking e um jardim com 2.000 m2.

Laurent Dusollier, diretor geral do Grupo Odalys, acredita que “esta nova residência, além de responder ao forte crescimento do número de estudantes nacionais e internacionais do ensino superior no Porto, vem também potenciar o espaço onde está inserido, reconstruindo um local que estava devoluto e dando-lhe uma nova vida e dinâmica”.

As obras de restauro do edifício na Rua António Granjo mantiveram a arquitetura original, inclusivamente a fachada e a chaminé industrial, “mas tornando-o num edifício moderno e jovem”. “O espaço interior foi completamente transformado e redesenhado, com a criação de espaços inteligentes e confortáveis, partilhados e conectados”, acrescenta o representante francês.

Por seu lado, Christian Terlinden, gestor e parceiro da Promiris, afirma que foram os belgas “um dos primeiros players a identificar, em Portugal, a necessidade de residências estudantis que fossem construídas por operadores profissionais e internacionais, de forma a garantir o melhor conforto, segurança e apoio aos alunos e aos pais”.

E lembra que “esta forma de alojamento é predominante no Norte da Europa”, acreditando que “que gradualmente, irá substituir a opção de alojar estudantes de forma local e sem controlo. Além disso, privilegiamos sempre a reabilitação de edifícios e a eficiência energética, acessibilidade e qualidade de vida”.

“Encantado com a cidade do Porto”, o parceiro da CETIM, Patrick Lemerle, admite que encontraram, neste “típico bairro central, o espaço ideal para desenvolver um projeto notável e integrado na comunidade”.

Patrick Lemerle refere, ainda, “a participação de vários parceiros locais que contribuíram para a realização deste projeto de sucesso” e a intervenção da Câmara do Porto, “que se mostrou sensível a este projeto”.

 

Porto Canal

 

Procura suplanta em larga escala a oferta

Este reforço de quartos surge como resposta ao problema crescente da falta de alojamento para estudantes, que tem conhecido um paradigma complicado neste início de ano letivo, acompanhado de um galopnate aumento de preços.

A presidente da Federação Académica do Porto (FAP), Ana Gabriela Cabilhas, está preocupada com a falta de alojamento estudantil, referindo que os jovens “estão colocados, mas desalojados”.

“Os pedidos de ajuda com o alojamento multiplicam-se numa caixa de entrada que não consegue acudir todos os estudantes. Os preços elevados mantêm-se, o número de quartos disponíveis está a diminuir com a retoma do turismo e o impacto da presente inflação não é previsível, nomeadamente nas empreitadas das residências já calculadas no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)”, afirma.

+ notícias: Norte

Presidente da CCDR-N garante que as obras de eletrificação da Linha do Douro vão avançar

O Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, António Cunha, garantiu na manhã desta segunda-feira que as obras de eletrificação da Linha do Douro vão avançar, apesar de todos os atrasos. "É um processo que está planeado, sofreu atrasos, mas as diferentes obras estão a decorrer", disse António Cunha.

 

Bragança disponibiliza aos turistas áudio guias sobre pontos de interesse

O município de Bragança disponibiliza aos turistas nova informação através de áudio guias expositores em várias línguas para assinalar o Dia Mundial do Turismo, que se comemora na terça-feira, divulgou esta segunda-feira a autarquia.

Universidade de Coimbra e empresa criam sistema contra propagação de infeções

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra (UC) e uma empresa de Setúbal desenvolveram um novo sistema de desinfeção que pode ajudar a combater a propagação de infeções.