Ministro das Finanças lamenta não poder contar com "valioso contributo" de Sérgio Figueiredo

Ministro das Finanças lamenta não poder contar com "valioso contributo" de Sérgio Figueiredo
| Política
Porto Canal / Agências

O ministro das Finanças, Fernando Medina, lamentou hoje "não poder contar com o valioso contributo de Sérgio Figueiredo ao serviço do interesse público", após a renúncia do antigo diretor de informação da TVI ao cargo de consultor do ministro.

"Lamento profundamente a decisão anunciada por Sérgio Figueiredo, mas compreendo muito bem as razões que a motivaram", começou por afirmar Fernando Medina, em comunicado enviado às redações, sobre a decisão de Sérgio Figueiredo de não prestar os serviços de consultoria para o gabinete do ministro das Finanças.

O ministro das Finanças vincou lamentar "não poder contar com o valioso contributo de Sérgio Figueiredo ao serviço do interesse público".

+ notícias: Política

Secretário de Estado da Inovação recusou queijos de empresário que foi entretanto acusado de corrupção 

Gumercindo Lopes, um conhecido empresário na zona de Viseu, ofereceu queijos da Serra ao Secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, que os recusou. Segundo noticiou o jornal Público, Pedro Gonçalves agradeceu a oferta, mas realçou que o empresário tinha em curso vários projetos que eram da competência do Ministério da Economia, razão pela qual não aceitou os queijos. 

PM diz que “é importante" ter o foco na execução do PRR para tornar economia mais sustentável

O primeiro-ministro, António Costa, sublinhou a importância de o país continuar focado na execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para transformar e tornar mais sustentável a economia nacional.

TAP. António Costa e Medina devem pedir “desculpa” aos portugueses, diz Montenegro

O presidente do PSD, Luís Montenegro, considerou esta segunda-feira que o primeiro-ministro e o ministro das Finanças devem pedir “desculpa aos portugueses" por “terem injetado mais de três mil milhões de euros” na TAP.