Zona euro regista em junho défice comercial de 24,6 mil ME e UE de 34 mil ME

| Economia
Porto Canal / Agências

A zona euro registou, em junho, um défice de 24,6 mil milhões de euros na balança comercial de bens, enquanto no conjunto da União Europeia o défice atingiu os 34 mil milhões de euros, divulga hoje o Eurostat.

De acordo com o serviço estatístico da União Europeia (UE), o défice registado em junho deste ano no comércio internacional de bens do espaço da moeda única contrasta com o excedente de 17,2 mil milhões de euros do mesmo mês de 2021, e o défice das trocas comerciais do conjunto da UE compara com o excedente de 14 mil milhões de euros verificado um ano antes.

Segundo os dados preliminares do Eurostat, as exportações de bens da zona euro para o resto do mundo atingiram em junho os 252,2 mil milhões de euros, um avanço homólogo de 20,1% (em junho de 2020 haviam sido de 210 mil milhões de euros), mas as importações cresceram de forma ainda mais acentuada, de 192,9 mil milhões para 276,8 mil milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 43,5% na comparação homóloga.

O gabinete oficial de estatísticas aponta que quase todos os Estados-membros, excetuando Chipre e Dinamarca, registaram fortes aumentos das exportações extra-UE na comparação homóloga, com Eslovénia (109,4%) e Grécia (75,6%) a protagonizarem as principais subidas.

Contudo, também as importações extra-UE tiveram uma evolução semelhante, tendo todos os Estados-membros, à exceção de Letónia e Luxemburgo, registado aumentos homólogos, os maiores dos quais em Chipre (130,1%) e Grécia (100,4%).

+ notícias: Economia

OE: PSD quer descer IRS e IRC e apoios com custo "superior a mil milhões de euros"

O PSD quer descidas das taxas de IRS e IRC e apoios às famílias e empresas no Orçamento do Estado para 2023 com um custo global "superior a mil milhões de euros" para fazer face à inflação.

Governo propõe salário mínimo nacional de 760 euros para o próximo ano

O salário mínimo nacional deverá aumentar dos atuais 705 euros para 760 euros em janeiro de 2023, segundo a proposta do Governo para um acordo de rendimentos e competitividade que esta quinta-feira é discutido na Concertação Social.

OE: Governo apresenta cenário macroeconómico aos partidos na sexta-feira

O Governo apresenta na sexta-feira aos partidos com representação parlamentar o cenário macroeconómico que servirá de base à sua proposta de Orçamento do Estado para 2023, diploma que dará entrada na Assembleia da República na segunda-feira.