Combate estabilizado no Marão com previsão de melhorias à noite

Combate estabilizado no Marão com previsão de melhorias à noite
| Norte
Porto Canal / Agências

O combate ao incêndio que lavra na serra do Marão, em Vila Real, está estabilizado, apesar da maior intensidade do vento, sendo esperadas melhorias com o cair da noite, disse à Lusa o segundo comandante distrital da Proteção Civil.

"Mesmo se o vento aumentar de intensidade, para já não oferece grande perigo", disse à Lusa, por telefone, o segundo comandante operacional distrital (CODIS) da Proteção Civil de Vila Real, Artur Mota, cerca das 16:00.

Questionado sobre se o combate ao incêndio rural está estabilizado, o segundo CODIS de Vila Real respondeu afirmativamente.

Confirmando as previsões adiantadas anteriormente, o responsável referiu que o "vento neste momento já se sente com mais intensidade" face ao período da manhã, mas sem perigo acrescido.

Pelas 16:30, segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, estavam no incêndio, que se iniciou às 22:37 de sábado na freguesia de Campeã (concelho de Vila Real) 167 operacionais, auxiliados por 47 meios terrestres e três aéreos.

"[O perímetro] ainda está confinado àquele espaço mais húmido onde nós estávamos a pensar fechá-lo, portanto para já ainda está dentro das nossas previsões", referiu.

Ao início da tarde, Artur Mota tinha adiantado à Lusa que o incêndio contava com duas frentes ativas, numa zona de "difíceis acessos" na montanha, "na parte mais alta da serra do Marão", sem ameaçar populações.

Quanto a previsões para o final da tarde e noite, apontou que "o vento em princípio diminui de intensidade" e que, segundo a meteorologia, haverá "alguma humidade durante a noite", aproximando-se dos "80%".

"Estamos a contar que isto durante a noite fique tudo resolvido. Mas de manhã, e amanhã ao nascer do dia, vamos ter de voltar a meter aqui meios, e alguns vão voltar a ficar de prevenção durante a noite. Mas à partida será mais ou menos pacífico", anteviu.

A equipa no local tem também "tentado render algumas equipas, porque o distrito tem eventos com algum risco".

Artur Mota fazia referência a eventos com "grandes quantidades de pessoas", como a subida à Senhora da Graça, em Mondim de Basto, da penúltima etapa da Volta a Portugal em bicicleta.

+ notícias: Norte

Trator cortou cabo elétrico e deixou parte da cidade de Braga sem luz

Uma parte da cidade de Braga ficou sem luz na tarde de hoje, depois de um trator ter, acidentalmente, cortado um cabo elétrico, disse fonte dos bombeiros.

Câmara de Valongo vai contrair empréstimo de 1,8ME para acabar Oficina do Brinquedo

A Câmara de Valongo aprovou terça-feira, com a abstenção do PSD, contrair um empréstimo de médio/longo prazo até ao montante de 1.850.934,28 euros para a construção da Oficina do Brinquedo Tradicional Português, indicou o município de maioria socialista.

À 7ª não foi de vez. "Rei dos Catalisadores" volta a ser libertado 

Vítor Macedo, de 30 anos, conhecido como o "rei dos catalisadores", foi detido pela PSP, esta segunda-feira, junto ao Bairro da Pasteleira Nova no Porto. É a sétima detenção desde maio deste ano e, tal como anteriormente, saiu em liberdade.