Adeptos do Hajduk Split cantam “Força Benfica” no D. Afonso Henriques. Veja o vídeo

Adeptos do Hajduk Split cantam “Força Benfica” no D. Afonso Henriques. Veja o vídeo
| País
Porto Canal

Os adeptos do Hajduk Split mostraram referências ao Benfica em pleno Estádio D. Afonso Henriques, em jogo contra o V. Guimarães, a contar para a 3ª eliminatória da Liga Conferência. Estas referências ao clube da luz não são surpresa, uma vez que as claques “Torcida Split” e “No Name Boys” têm um histórico de amizade que perdura, desde a década de 90, como ficou provado nos desacatos que ocorreram na cidade berço, na véspera do encontro.

Conhecidos como alguns dos mais fervorosos e perigosos adeptos do futebol europeu, os adeptos do Hadjuk Split encheram a bancada que lhes era destinada no Estádio D. Afonso Henriques. Um encontro de elevado grau de risco e que ficou manchado pelas cenas de violência e destruição dos adeptos croatas no centro histórico de Guimarães.

E por entre os muitos adereços de apoio ao conjunto de Split, foi também possível vislumbrar acessórios do SL Benfica, nomeadamente uma camisola e uma tarja com o símbolo NN Boys. Além destas referências, o grupo de hooligans cantou ainda, orgulhosamente, cânticos de apoio à formação de Lisboa, “Força Benfica”, refletindo a proximidade de décadas entre os dois grupos.

Um laço de irmandade que não é de agora, mas que acabou reforçado na sequência dos desacatos na cidade berço, na noite de terça-feira, com a presença de membros dos No Name Boys no meio da coluna de croatas que invadiu o centro histórico e como já foi alegado pelo Ministério da Administração Interna.

 

Veja o vídeo:

 

 

+ notícias: País

Internamentos e óbitos causados pela gripe estão subnotificados

Os casos de internamentos por gripe em Portugal estão subnotificados, assim como as mortes causadas pela doença, segundo um estudo que analisou durante uma década o peso das hospitalizações e da mortalidade provocada pela gripe.

D. José Ornelas: "Os padres não são uma cambada de pedófilos"

D. José Ornelas garante que não protegeu nenhum abusador de crianças. O alegado encobrimento remete para um caso de 2011 de um alegado abuso de menores num orfanato, em Moçambique. A afirmação do bispo de Leiria-Fátima surge depois do Ministério Público ter confirmado que D. José Ornelas está a ser investigado.

Pilotos dizem que se TAP tem dinheiro para comprar BMW, tem dinheiro para repor condições laborais

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil sugeriu esta quarta-feira à TAP a mesma lógica de “gastar-mais, para poupar”, com que a companhia se defendeu sobre a renovação da frota automóvel corporativa, para a reposição das condições laborais dos trabalhadores.