Sérgio Figueiredo recebeu 2.300 euros por dia durante 13 dias da Câmara de Lisboa

Sérgio Figueiredo recebeu 2.300 euros por dia durante 13 dias da Câmara de Lisboa
| País
Porto Canal

A empresa detida pelo antigo diretor da TVI, em sociedade com a namorada, Margarida Pinto Correia, foi contratada em 2020 pela Câmara Municipal de Lisboa, à data liderada por Fernando Medina, para realizar vídeos “filmados pelos telemóveis das próprias figuras públicas envolvidas” para promover o comércio local. O contrato foi avaliado em 30 mil euros e executado em 13 dias.

A polémica parece não ter fim. Depois de a contratação para consultor do Ministro das Finanças ter gerado muitas críticas vindas, sobretudo, da oposição, a relação entre Sérgio Figueiredo e Fernando Medina abre agora novos capítulos.

Não é apenas um – são três no total os contratos que ligam o ex-diretor da TVI e o atual Ministro das Finanças.

O primeiro data de 2015, quando Medina foi convidado para integrar o painel de comentadores da estação de Queluz. O valor nunca chegou a ser tornado público, mas o então presidente da Câmara de Lisboa declarou, em 2017, €40.680 de rendimentos provenientes dos media. Nessa data, além de comentador da TVI era também colunista no Correio da Manhã.

O segundo contrato ocorreu depois da saída de Sérgio Figueiredo da TVI. O ex-jornalista criou a 17 de Agosto de 2020 uma empresa designada Plataforma Coerente, Lda, da qual é também sócia a sua namorada, Margarida Pinto Correia.

Pouco tempo depois, a Câmara de Lisboa abria um procedimento conhecido por Consulta Prévia, que visava a “aquisição de serviços de desenvolvimento de produção de uma campanha de comunicação destinada aos estabelecimentos de comércio tradicional a retalho e de restauração e bebidas, no âmbito do Plano de Apoio Económico e Social.” A 10 de Dezembro de 2020, a Plataforma Coerente de Sérgio Figueiredo viria a ser escolhida para prestar este serviço. No total, o contrato estava avaliado em 30 mil euros e tinha um prazo de execução de 20 dias, mas ao fim de 13 dias era dado por executado. A 23 de dezembro de 2020, a Câmara de Lisboa publicava, nos termos da lei, o “cumprimento integral do contrato”, bem como a execução do valor orçamentado.

O terceiro contrato é o que está no centro da polémica dos últimos dias. O Ministério das Finanças divulgou o contrato do novo “consultor estratégico.” Sérgio Paulo Jacob Figueiredo terá de vencimento 5.832 euros (valores brutos), um salário superior ao que está tabelado para Ministros.

+ notícias: País

“Viajar sem pressa”. Mais de 16 mil condutores em excesso de velocidade durante campanha de segurança

Mais de 16 mil condutores foram apanhados por radares em excesso de velocidade durante a campanha de segurança rodoviária “Viajar sem pressa”, que decorreu entre 31 de janeiro e 06 de fevereiro, revelou esta terça-feira a GNR.

Burla informática aumentou 20% em 2022. Fraude “Olá pai, olá mãe” em destaque

A PSP recebeu mais de 36 mil queixas de burla informática e nas comunicações nos últimos quatro anos, tendo este tipo de crime aumentado 20% em 2022, ano em que se destacou a fraude “Olá pai, olá mãe”.

Sismo. Portugal envia “nas próximas horas” equipa de 53 operacionais para ajudar nas operações de busca e salvamento

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, afirmou esta terça-feira que Portugal vai enviar, "nas próximas horas", uma equipa composta por 53 operacionais para ajudar nas operações de busca e salvamento, após o sismo que abalou a Turquia e a Síria.