Hospital de Vila Franca de Xira sem constrangimentos no bloco de partos nos próximos dias

| País
Porto Canal / Agências

O Hospital de Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa, esclareceu hoje que não estão previstos constrangimentos no bloco de partos nos próximos dias.

O esclarecimento do hospital surge na sequência de uma informação divulgada pela agência Lusa com base na plataforma do Serviço Nacional de Saúde, que permite ver o horário destes serviços de urgência e blocos de partos, que às 12:00 indicava que o bloco de partos encerrava no domingo às 09:00, informação que foi atualizada às 13:35 de hoje.

Uma fonte do Hospital de Vila Franca de Xira adiantou à Lusa que "não se prevê constrangimentos nos próximos dias, nem na próxima semana, no serviço de urgência de ginecologia/obstetrícia e no bloco de partos".

As urgências de ginecologia e obstetrícia e os blocos de partos têm registado condicionamentos nos últimos meses em vários hospitais do país devido a dificuldades em assegurar escalas por falta de especialistas.

Para informar as grávidas destes constrangimentos foi criada esta plataforma no Portal do SNS sob proposta da Comissão de Acompanhamento da Resposta em Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos.

Uma vez que a informação é dinâmica, os utentes são aconselhados a consultarem o motor de busca antes de se deslocarem a estes serviços de saúde.

+ notícias: País

Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar pede demissão da direção do INEM

O Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (STEPH) apresentou queixa ao Ministério Público e vai pedir à tutela a demissão do conselho diretivo do INEM devido a casos de “atraso no envio de meios”, inclusive num incêndio na Guarda.

Presidente da Proteção Civil diz que SIRESP não tem falhas

O presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) disse este domingo que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) não tem falhas, mas admitiu períodos pontuais de excesso de utilização.

Governo ordena investigação às causas e combate do incêndio da Serra da Estrela

O Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, anunciou uma investigação às causas e ao combate do incêndio da Serra da Estrela. Em declarações aos jornalistas neste domingo, na Batalha, José Luís Carneiro disse que assim que o incêndio for dado como extinto serão avaliadas as causas e a metodologia de combate.