Parte do concelho de Miranda do Douro sem água devido ao rebentamento de três condutas

Parte do concelho de Miranda do Douro sem água devido ao rebentamento de três condutas
| Norte
Porto Canal / Agências

Cinco aldeias do concelho de Miranda do Douro e parte da cidade estão sem abastecimento de águas há mais de 24 horas devido ao rebentamento de três condutas principais de abastecimento, disse esta quinta-feira à Lusa fonte da autarquia.

“Trata-se de um problema sério no abastecimento de água a Malhadas, Duas Igrejas, Águas-Vivas, Póvoa, Genísio, Zona Industrial de Miranda e no bairro de Santa Luzia devido ao rebentamento de três condutas principais que abastecem aquela parte do concelho a partir da Estação de Tratamento de Água (ETA)”, explicou o vice-presidente da câmara de Miranda do Douro, Nuno Rodrigues.

De acordo com o autarca, “a situação deve-se à antiguidade das condutas e consequente falta de peças para repararão da situação, o que causa muitos atrasos na reparação da avaria”.

O autarca admite os constrangimentos e que a situação está a ser minimizada com recurso a autotanques dos bombeiros.

Nuno Rodrigues adianta, ainda, que “tudo está a ser feito para repor a normalidade no abastecimento de água a esta zona do concelho “o mais rapidamente possível”.

“Com o aumento da população, no mês de agosto, poderá haver dificuldades no abastecimento, mas esperamos ter o problema solucionado até ao fim do dia. Porém, sem garantias, até porque poderá haver rebentamentos em outros pontos das condutas, devido à pressão causada na rede”, vincou.

O município de Miranda do Douro realçou que não há falta de água no concelho devido à seca e reconhece com “humildade” a situação que está a ser gerada por esta “grave avaria” nas condutas de abastecimento de água.

+ notícias: Norte

Populares e ativistas marcaram presença num protesto contra a exploração de lítio na mina do Barroso

Na manhã desta terça-feira, dezenas de populares e ativistas marcaram presença numa manifestação contra a exploração de lítio na mina do Barroso. A arruada simbólica serviu de alerta para os impactos ambientais e para a escassez de água de que a região enfrenta e que a extração mineira pode agravar.

Trabalhadores da maior produtora de cogumelos frescos em greve por melhores salários e condições de trabalho

Os trabalhadores das unidades de produção da maior produtora de cogumelos frescos do país estiveram em greve ao longo desta terça-feira. Ao que apurou o Porto Canal, os trabalhadores exigem um aumento dos salários, do subsídio de alimentação e ainda melhores condições de trabalho.

Uso "desenfreado" de trotinetes aumentou "medo de usar o espaço público" em invisuais

O uso "desenfreado e sem civismo" de trotinetes aumentou o medo de usar o espaço público nas pessoas invisuais, agudizando o sentimento de isolamento de quem não vê, denunciou esta terça-feira a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal.