Aeroporto do Porto supera números pré-pandemia 

| Norte
Porto Canal

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, já ultrapassou os número de passageiros que tinha antes da pandemia. Os dados revelam que em junho de 2022 passaram pelo aeroporto do Porto um milhão e 232 mil e 924 passageiros, enquanto que em 2019 passaram um milhão 211 mil e 61. Segundo dados divulgados pelo próprio aeroporto, a previsão para 2022 é de 13 milhões de passageiros, enquanto que nos últimos anos passaram cerca de 10 milhões.

Relativamente ao próximo inverno, já são conhecidas as alterações ao nível das rotas. Luxemburgo, Barcelona, Funchal pela Easyjet, e Milão, também pela Easyjet, são os destinos que vão sofrer um aumento significativo em 2022 no número de lugares disponíveis, face a 2019.

Também no próximo inverno, vários destinos vão ter um aumento significativo de lugares disponíveis face a 2019.

No que diz respeito às companhias aéreas, a Ryanair, TAP e Easyjet são as que vão apresentar maior relevância no inverno de 2022 no aeroporto do Porto.

+ notícias: Norte

Adepto obrigado a despir camisola do PSG durante jogo com o Benfica na Luz

Um adepto brasileiro foi, alegadamente, obrigado a despir a camisola que vestia no jogo da Liga dos Campeões desta quarta-feira, que opôs o Benfica e o PSG, no Estádio da Luz. A situação é revelada nas redes sociais, onde o jovem explica que lhe foi ainda pedido pela segurança que deixasse o seu lugar. O adepto estava acompanhado de um amigo que usava uma camisola da seleção brasileira.

Acidente entre três carros obriga ao corte da EN106 em Penafiel

Um acidente na noite desta quinta-feira provocou uma colisão entre três carros em Cabeça Santa, originando o corte da estrada nacional 106 em Penafiel. Segundo apurou o Porto Canal, cinco pessoas sofreram ferimentos leves tendo sido socorridas no local pelos bombeiros voluntários de Entre-os-Rios. Posteriormente foram transportadas para o Hospital Padre Américo no concelho de Penafiel.

Jovens portugueses percorrem Marrocos sem GPS em desafio solidário

Quatro mil quilómetros em dez dias, percorridos num carro com mais de 20 anos e sem GPS. São as principais regras do desafio “UniRaid” destinado a jovens sem medo do deserto. A prova arranca este sábado, em Tânger, Marrocos, mas o objetivo não é ganhar.