Juiz de instrução criminal do Porto liberta traficante de droga considerado perigoso

| Porto
Porto Canal

O juiz de instrução criminal do Porto libertou um traficante de droga, considerado perigoso, que tentou atropelar dois inspetores da Policia Judiciária. Ao que o Porto Canal sabe, o arguido tem um longo cadastro relacionado também com tráfico de viciação de veículos.

O facto de se ter apresentado às autoridades policiais, anulando o perigo de fuga, foi um elemento decisivo para o juiz de turno que optou por soltar o perigoso trafincante. Agora está obrigado a apresentar-se todos os dias no posto da GNR da área da residência em Vila Nova de Gaia enquanto decorre o processo de investigação.

Em casa, os inspetores apreenderam 600 gramas de liamba, 100 gramas de haxixe, drogas sintéticas, um veículo automóvel com indícios de viciação, uma pistola “caneta”, bem como um GPS, um drone e minicâmaras.

 

 

+ notícias: Porto

Votação dos prémios do turismo a que o Porto é candidato termina esta segunda-feira

A votação nos 'World Travel Awards 2022' a que a cidade do Porto é candidata a quatro troféus europeus termina esta segunda-feira. Conhecidos como os "óscares do turismo", elegem os melhores locais a visitar na Europa e na edição deste ano o Porto concorre a Melhor Destino Europeu para Escapadela Urbana, Melhor Destino Europeu de Cidade, Melhor Destino Cultural Europeu e Melhor Destino Europeu Metropolitano à Beira-Mar.

Sétima edição do Porto Pianofest terminou, mas deixa a mensagem que promete voltar

A sétima edição do festival Porto Pianofest terminou no passado domingo. Depois de duas edições online forçadas pela pandemia, o festival regressou ao modo presencial e muito bem. O balanço não podia ser mais positivo e, desse modo, promete voltar.

Falta de profissionais na PSP deixa Associação de Bares preocupados com segurança na noite do Porto

O presidente do Sindicato Nacional da Polícia diz que não adianta criar esquadras móveis sem profissionais suficientes. Paulo Santos acusa o ministro José Luís Carneiro de não responder aos problemas de segurança no Porto.