Escolas de Celorico com diretor provisório até final do ano

Escolas de Celorico com diretor provisório até final do ano
| Norte
Porto Canal

Mário Sousa é o novo diretor provisório do Agrupamento Escolar de Celorico de Basto, depois de a Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE) ser aconselhada a não homologar as eleições para a direção do passado dia 15 de junho.

Para gerir os destinos das escolas da região, Mário Sousa foi apontado pela Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) para formar uma CAP: Comissão Administrativa Provisória. A nova equipa escolhida tem cinco elementos.

“Fui convidado pelo Delegado Regional da DEGEstE para pacificar o ambiente escolar”, revelou Mário Sousa ao Porto Canal. “A preocupação é o bem-estar de toda a comunidade educativa”. O novo diretor confirmou ainda a preocupação entre pais e professores depois de processo eleitoral marcado por controvérsias.

A 15 de junho, Domingos Carvalho foi eleito novo diretor do agrupamento por larga maioria, num processo contestado por dúvidas sobre a idoneidade do vencedor: em 2017, o professor de Educação Visual foi condenado a 2 anos de pena suspensa por violência doméstica sobre a ex-mulher. Parte da comunidade escolar criticou a eleição, por considerar que Domingos Carvalho não teria competências morais para assumir o cargo. A diretora cessante do Agrupamento de Celorico chegou a pedir a revisão da eleição à DGAE.

No início deste mês, um dos candidatos derrotados à direção avançou com um processo no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, alegando que Domingo Carvalho não teria apresentado o certificado de registo criminal na apresentação da candidatura. O Tribunal deu razão ao queixoso e aconselhou a DGAE a não homologar a eleição.

Agora, a DGEstE empossou Mário Sousa como diretor provisório durante um período máximo de 18 meses. Durante este período, a Comissão Administrativa Provisória deve preparar uma nova eleição.

+ notícias: Norte

Adepto obrigado a despir camisola do PSG durante jogo com o Benfica na Luz

Um adepto brasileiro foi, alegadamente, obrigado a despir a camisola que vestia no jogo da Liga dos Campeões desta quarta-feira, que opôs o Benfica e o PSG, no Estádio da Luz. A situação é revelada nas redes sociais, onde o jovem explica que lhe foi ainda pedido pela segurança que deixasse o seu lugar. O adepto estava acompanhado de um amigo que usava uma camisola da seleção brasileira.

Acidente entre três carros obriga ao corte da EN106 em Penafiel

Um acidente na noite desta quinta-feira provocou uma colisão entre três carros em Cabeça Santa, originando o corte da estrada nacional 106 em Penafiel. Segundo apurou o Porto Canal, cinco pessoas sofreram ferimentos leves tendo sido socorridas no local pelos bombeiros voluntários de Entre-os-Rios. Posteriormente foram transportadas para o Hospital Padre Américo no concelho de Penafiel.

Jovens portugueses percorrem Marrocos sem GPS em desafio solidário

Quatro mil quilómetros em dez dias, percorridos num carro com mais de 20 anos e sem GPS. São as principais regras do desafio “UniRaid” destinado a jovens sem medo do deserto. A prova arranca este sábado, em Tânger, Marrocos, mas o objetivo não é ganhar.