Estado da Nação: Novo líder do PSD vai assistir ao debate no seu gabinete no parlamento

Estado da Nação: Novo líder do PSD vai assistir ao debate no seu gabinete no parlamento
| Política
Porto Canal / Agências

O novo presidente do PSD, Luís Montenegro, vai assistir hoje ao debate do estado da nação no seu gabinete na Assembleia da República, dizendo que esta presença significa "o apoio ao grupo parlamentar".

Luís Montenegro chegou ao corredor do PSD no parlamento cerca das 14:20, acompanhado do líder parlamentar, Joaquim Miranda Sarmento, e de alguns dos 'vices' da bancada.

Ao ver tantos jornalistas, o presidente do PSD ironizou: "Joaquim, tens tantas pessoas à tua espera".

Questionado pelos jornalistas sobre o significado da sua presença hoje no parlamento, respondeu apenas: "Significa o apoio ao grupo parlamentar".

Em seguida, entrou para o gabinete do presidente do PSD dentro do grupo parlamentar, onde foi fotografado com Miranda Sarmento, que admitiu que os dois conversaram para preparar o debate do estado da nação.

O debate inicia-se pelas 15:00 e tem a duração de 221 minutos, divididos entre abertura, debate e encerramento.

A sessão começa com uma intervenção do primeiro-ministro, António Costa, sujeito a perguntas dos grupos parlamentares e dos deputados únicos, seguindo-se a discussão, que é encerrada pelo Governo.

O PSD vai ser o primeiro a questionar o primeiro-ministro e será também a 'estreia' de Joaquim Miranda Sarmento, que foi eleito líder parlamentar na semana passada com 59%, um resultado bastante abaixo do seu antecessor, Paulo Mota Pinto, que tinha sido eleito em abril com 92% dos votos, mas que marcou eleições antecipadas a pedido de Luís Montenegro.

+ notícias: Política

Manuel Pizarro renuncia cargo da empresa da qual era sócio-gerente

O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, renunciou o cargo da empresa na área da saúde da qual era sócio-gerente. Segundo avança a 'SIC Notícias', o gabinete do atual ministro da Saúde adiantou que a "empresa em causa irá dar continuidade ao processo de dissolução".

CNE diz que propaganda política é “livre” e vê possível crime da Câmara de Lisboa

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) considera que a atividade de propaganda política é “livre” em locais públicos e que a retirada de ‘outdoors’ em Lisboa por parte da Câmara Municipal pode constituir crime.

Marcelo anuncia próxima reunião do Grupo de Arraiolos para 05 e 06 de outubro no Porto

O Presidente da República anunciou esta quinta-feira que a 18.ª reunião do Grupo de Arraiolos, que junta anualmente chefes de Estado não executivos da União Europeia, se irá realizar em 05 e 06 de outubro do próximo ano, no Porto.