Luís Montenegro promete mandato de lealdade e cooperação com Marcelo

Luís Montenegro promete mandato de lealdade e cooperação com Marcelo
| Política
Porto Canal / Agências

O presidente do PSD, Luís Montenegro, prometeu hoje um mandato de lealdade, colaboração institucional e cooperação com o Presidente da República, endereçando uma palavra de "estima e estímulo" ao presidente do CDS-PP, Nuno Melo, presente no encerramento do congresso.

Nas saudações iniciais do seu discurso de encerramento, Luís Montenegro cumprimentou as representantes do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, através de quem enviou "uma mensagem de disponibilidade total da nova direção do PSD para prosseguir com sentido de lealdade e colaboração institucional, na relação de proximidade e cooperação que a democracia e os portugueses exigem e merecem".

O novo presidente do PSD saudou todos os representantes dos partidos políticos presentes, mas dirigiu uma palavra especial "de estima e estímulo à delegação do CDS e ao seu presidente Nuno Melo", presente no Pavilhão Rosa Mota, no Porto.

"Partilhámos vários momentos de responsabilidade na governação nacional e conduzimos em conjunto um número significativo de autarquias locais. Não é a conjuntura atual do CDS que nos inibe de fazer esta referência especial. Pelo contrário, faço-o com o desejo sincero que a vossa nova liderança preencha o futuro com conquistas e sucessos", enfatizou.

Montenegro não esqueceu o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, que saudou com amizade e agradeceu o acolhimento da reunião magna.

O cenário do 40.º Congresso Nacional do PSD mudou no último dia, desaparecendo o mote "Portugal em Primeiro" e surgindo o "Acreditar", o nome da moção do novo presidente, Luís Montenegro, e do movimento que irá preparar o programa eleitoral, imperando agora azul-escuro de fundo e as letras em laranja.

Depois do anúncio e chamada ao palco de todos os novos membros dos órgãos nacionais, fez-se um momento de silêncio e foi transmitido um vídeo com imagens de antigos presidentes, tendo as maiores palmas sido para quando apareceu a imagem de Cavaco Silva, Manuela Ferreira e principalmente Pedro Passos Coelho, uma ovação que terminou assim que apareceu a imagem de Rui Rio.

Montenegro recebeu uma grande ovação da sala quando entrou sozinho, de gravata azul, cumprimentando e saudando todos os presentes.

+ notícias: Política

Cotrim de Figueiredo acusa PS de transformar Portugal em país "medíocre e incapaz"

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim de Figueiredo, acusou hoje o PS de estar a transformar Portugal num “país medíocre e incapaz”, com uma visão da maioria absoluta “autoritária e prepotente”.

António Costa diz que os trabalhos de gasoduto em Portugal estão "muito avançados"

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu que o percurso de gasoduto em Portugal já está definido e que os trabalhos estão "muito avançados". Revelou ainda que as limitações ambientais têm "atrasado bastante o problema".

Combate à seca no Douro: autarcas pedem soluções imediatas para mitigar problema 

Os municípios do Douro exigem soluções imediatas enfrentar o problema da seca e os autarcas d região alertam que as produções de viticultura podem estar em causa.