Montenegro assume posições de Rio sobre aeroporto

| Política
Porto Canal / Agências

Porto, 01 jul 2022 (Lusa) - O presidente eleito do PSD afirmou hoje que "até decisão em contrário" mantém as decisões de Rui Rio quanto ao novo aeroporto e considerou que a "autoridade e a credibilidade do primeiro-ministro estão feridas de morte irremediavelmente".

"O presidente do PSD vai mudar este fim de semana, mas o PSD é o mesmo e, até decisão em contrário, as decisões do doutor Rui Rio são as minhas decisões e as decisões do PSD", assegurou Luís Montenegro.

Na sua primeira intervenção no 40.º Congresso Nacional do PSD, que decorre entre hoje e domingo no Pavilhão Rosa Mota, no Porto, o novo líder social-democrata considerou que "não há explicação" para o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, "continuar no Governo" depois de ter feito aquilo que fez.

"Se isto não se perceber, e eu duvido muito que se venha a perceber, então a autoridade e a credibilidade do primeiro-ministro estão feriadas de morte irremediavelmente", defendeu.

Há mais de um ano, Rui Rio disse que aceitava alterar a lei que dá atualmente poder de veto a um município sobre grandes obras públicas, desde que o Governo aceitasse realizar uma avaliação ambiental que considerasse tanto a opção Montijo como a de Alcochete, o que foi aceite por António Costa.

FM/SMA // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Política

António Costa garante que Alemanha "pode contar 100% com o empenho de Portugal" para construção de gasoduto

O primeiro-ministro garantiu hoje que "a Alemanha pode contar 100% com o empenho de Portugal para a construção do gasoduto", depois de o chanceler alemão ter apelado à construção dessa infraestrutura para reduzir a dependência de gás russo.

Marcelo Rebelo de Sousa diz que lei não permite uso de escusas de responsabilidade

O Presidente da República defendeu que, em regra, a lei não permite o uso das escusas de responsabilidade e que, em política, quando se tem razão, é muito importante saber explicar aos portugueses a razão que se tem. Estas declarações do Presidente da República surgem numa altura em que muitos médicos têm apresentado escusas de responsabilidade por considerarem que não estão reunidas as condições necessárias para desempenharem as funções cumprido as regras da boa prática médica.

Ensino superior terá aumento de 3,7% e tutela retoma fórmula de financiamento

O ensino superior deverá contar com um aumento de 44 milhões de euros no Orçamento do Estado para 2023, mais 3,7% face a 2022, anunciou esta quarta-feira a tutela, adiantando também que vai voltar a aplicar a fórmula de financiamento.