Peso do valor acrescentado do turismo no PIB aumenta 27,3% em 2021

| Economia
Porto Canal / Agências

Lisboa, 27 jun 2022 (Lusa) -- O Valor Acrescentado Bruto gerado pelo Turismo (VABGT) em 2021 aumentou 27,3% face ao ano anterior, em termos nominais, tendo representado 5,8% do VAB nacional, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

A estimativa preliminar da 'conta satélite' do turismo em 2020, hoje divulgada pelo INE, revela que, após a contração de 44,5% em 2020, devido aos efeitos da pandemia de covid-19, o VAB gerado pelo turismo aumentou 27,3%.

No entanto, apesar do peso do VABGT no VAB nacional ter aumentado para 5,8% (4,8% em 2020), situa-se ainda 2,3 pontos percentuais abaixo de 2019, o melhor ano do turismo em Portugal, até ao momento, em que representou 8,1% do VAB da economia.

Já o Consumo de Turismo no Território Económico (CTTE) foi equivalente a 10,1% do PIB (8,4% em 2020), mas 5,2 pontos percentuais inferior ao nível de 2019.

O INE estima ainda que a atividade turística tenha gerado um contributo direto e indireto de 16.800 milhões de euros para o PIB em 2021, o que corresponde a 8% (6,6% em 2020 e 11,8% em 2019).

A autoridade estatística aponta que estes resultados se traduziram num contributo de cerca de 75% para a redução em volume do PIB em 2020, e em pouco mais de 25% para a sua recuperação em 2021.

MPE // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Gasolina vendida 1,8 cêntimos e gasóleo 2,2 cêntimos acima da referência

A média dos preços nas gasolineiras ficou, na semana entre 08 e 14 de agosto, no caso da gasolina, 1,8 cêntimos e no gasóleo 2,2 cêntimos acima do preço médio semanal determinado pela ERSE, segundo a entidade.

Lisboa, Funchal e Porto registam crescimento de dormidas em junho face a 2019

Lisboa, Funchal e Porto registaram crescimento de dormidas em junho face a 2019, sendo "mais expressivos nos residentes", de acordo com dados da atividade turística hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Passageiros nos aeroportos sobem 344% no 1.º semestre e aproximam-se de valores pré-pandemia

O número de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais subiu 344% no primeiro semestre em termos homólogos, para 24,3 milhões, com o mês de junho a crescer 186%, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).