Taxa de poupança das famílias cai para 8,3% no 1.º trimestre

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 24 jun 2022 (Lusa) - A taxa de poupança das famílias caiu 2,4 pontos percentuais no primeiro trimestre face ao anterior, para 8,3% do rendimento disponível, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O rendimento disponível bruto das famílias aumentou 1,4% no primeiro trimestre face ao trimestre anterior, com crescimentos de 1,7% e 2,4% das remunerações e do Valor Acrescentado Bruto (VAB), respetivamente, indicam as contas nacionais trimestrais por setor institucional do INE.

Porém, a despesa de consumo final aumentou 4,1% (face a 2,3% no trimestre anterior), "determinando a redução da taxa de poupança para 8,3% (10,7% no trimestre anterior), o que, em conjunto com o aumento do investimento, conduziu à redução da capacidade de financiamento em 1,9 pontos percentuais (p.p.), para 2,4% do PIB", explica o INE.

DF // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Prestação da casa. Aumentos podem atingir os 202 euros já em Outubro, avança a Deco

A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir em outubro entre 89 e 202 euros nos contratos indexados à Euribor a três, seis e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a Deco/Dinheiro&Direitos.

Acordo na UE sobre taxa aos lucros excessivos e poupança de eletricidade

Os ministros da Energia da União Europeia chegaram esta sexta-feira a acordo, em Bruxelas, sobre uma intervenção de emergência face à escalada dos preços na energia que contempla uma contribuição solidária sobre os lucros excecionais de empresas do setor energético.

Taxa de desemprego recua em agosto na zona euro e na UE

A taxa de desemprego recuou, em agosto, para os 6,6% na zona euro e os 6,0% na União Europeia (UE), face ao mesmo mês de 2021, divulga esta sexta-feira o Eurostat.