Basquetebol: Fernando Sá é o novo treinador do FC Porto

| Desporto
Porto Canal

Fernando Sá é o novo treinador do basquetebol azul e branco, tendo assinado um contrato válido até 2024. Este é um regresso a casa do técnico de 52 anos que representou o clube enquanto jogador, envergou a braçadeira de capitão e sagrou-se Campeão Nacional por três vezes, venceu a Taça de Portugal em três ocasiões e arrecadou ainda uma Supertaça.

Nascido no Porto a 16 de outubro de 1969, o novo técnico portista deu os primeiros passos no basquetebol no Vasco da Gama, de onde se mudou para o clube mais marcante da carreira aos 15 anos. A quatro anos de formação, em que ganhou um campeonato nacional de juniores, juntou 11 anos como sénior, tendo representado ainda a seleção nacional A por seis vezes.

Aos 30 anos, dividiu o fim de carreira de jogador com o início da de treinador no Vasco da Gama, tendo ainda passado pelo Gaia antes de regressar à casa que o despoletou para a modalidade de forma a terminar o percurso como extremo e a continuar o de técnico.

Entre 2006 e 2019, comandou o Vitória de Guimarães, tendo conduzido os vimaranenses a duas Taças de Portugal (2007/08 e 2012/13), um título da Proliga (2006/07), um Troféu António Pratas (2009), três presenças nas meias-finais da Liga (2015/16, 2016/17, 2017/18) e a duas nas finais (2013/14 e 2014/15).

Nas primeiras palavras enquanto treinador do FC Porto, Fernando Sá revelou sentir-se “muito bem em regressar a casa” e apontou objetivos pessoais e coletivos para alcançar durante o período que agora se inicia: “A nível pessoal, gostava que este pavilhão começasse a ter mais gente a ver basquetebol (…) e se, ao mesmo tempo, o Museu tiver alguns títulos nacionais, é muito bom porque é o que todos desejamos para o clube”.

Vítor Hugo, diretor do basquetebol, foi ao encontro dos desejos do novo técnico, tendo sublinhado que “as expectativas são as maiores e melhores” e desejado “que o FC Porto saia desta época campeão nacional” com este “fervoroso adepto” no comando da equipa.

Fernando Sá


“Sinto-me muito bem em regressar a casa. Estou extremamente motivado, espero que seja uma aposta do clube. Estou convencido de que as coisas têm tudo para caminhar no sentido correto, sinto bastante união em todos os setores e é um excelente início para as coisas poderem correr bem. Pressão neste momento não sinto, mas se vier a sentir é bom porque gosto de trabalhar sob pressão.

Tenho alguns objetivos pessoais e coletivos: a nível pessoal, gostava que este pavilhão começasse a ter mais gente a ver basquetebol, que no final da época eu e os jogadores estejamos num patamar superior e se, ao mesmo tempo, o Museu tiver alguns títulos nacionais, é muito bom porque é o que todos desejamos para o clube.

O que reflete o nosso trabalho é a evolução dos jogadores e espero que os jogadores, quando as épocas terminarem, consigam estar melhor para que isso nos leve a objetivos mais altos a nível nacional e internacional.”

Vítor Hugo


“As expectativas são as maiores e melhores. O Fernando, para além de ter sido um atleta brilhante, é um treinador que já deu provas noutros clubes. É um técnico em quem nós depositamos todas as esperanças neste novo ciclo e é um fervoroso adepto do FC Porto. Desejo-lhe as maiores felicidades e que devolva o título nacional ao clube.

Este ano, infelizmente, nesta parte final, não tivemos aquela pontinha de sorte necessária, ficamos sem dois jogadores importantíssimos nos últimos jogos. Tenho pena que nenhum jornal desportivo nem nenhum tipo de imprensa tenha referido isso, mas é um facto. O Morrison e o Kloof são dois jogadores fulcrais para a nossa equipa e ficaram afastados dos derradeiros encontros do campeonato. No entanto, demonstrámos grande caráter, soubemos perder e a forma como estivemos no momento da atribuição do título ao Benfica é a forma que o FC Porto demonstra que sabe ganhar e perder.

Se o ano passado, relativamente à época anterior, consideramo-nos campeões nacionais porque nos foi sonegado aquele título, este ano temos de dar os parabéns à equipa rival. Desejo que no próximo ano, com este novo treinador e nova filosofia, que acho que vai ter grande recetividade dos nossos adeptos, vamos voltar a ter casas cheias, que é o que desejo, e que o FC Porto saia desta época campeão nacional.

Se eu não acreditasse no Fernando, não o contratávamos, ele é um homem da casa, mantivemo-nos em diálogo ao longo destes anos e é um passo normal num atleta que foi ímpar e que espero que, como treinador, continue nessa senda de vitórias.”

+ notícias: Desporto

Benfica ameaça deixar candidatura ao troféu do "fair play"

Lourenço Coelho, representantes do Benfica no sorteio da Liga Portugal para a época 2022/2023, que ocorreu na terça-feira na Alfândega, afirmou que "se não nos respeitarem, não seremos candidatos ao prémio fair play."

O diretor-geral das águias deixou recados para a próxima época e ameaçou mesmo abdicar da candidatura à distinção da liga.

FC Porto: David Carmo é Dragão até 2027

Está apresentada a primeira aquisição do FC Porto para a temporada 2022/23. David Carmo nasceu em Aveiro há 22 anos, tem 1,96 metros de altura e é um dos jovens intenrnacionais portugueses mais promissores da atualidade. Com passagens pelos escalões de formação do Beira-Mar, Estarreja, Benfica, Anadia e Sanjoanense antes de se fixar no SC Braga, o defesa sagrou-se Campeão Europeu de Sub-19 enquanto titular da seleção nacional em 2018 e, três anos depois, ergueu a Taça de Portugal com a camisola dos arsenalistas.

FC Porto faz videochamada com avançado dos Sub-15 que prossegue recuperação 

A equipa principal do FC Porto esteve na manhã desta terça-feira em videochamada com Rodrigo Moreira, avançado Sub-15. O jogador ainda se encontra em recuperação após o incidente que sofreu no passado mês.