Dois militares da GNR de Santa Maria da Feira detidos por corrupção

Dois militares da GNR de Santa Maria da Feira detidos por corrupção
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois militares da GNR do comando territorial de Aveiro suspeitos da prática dos crimes de corrupção, peculato e recebimento indevido de vantagem, informou hoje aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ refere que a investigação, realizada no âmbito de um inquérito a correr termos no Departamento de Investigação e Ação Penal Regional do Porto, partiu de participação da GNR, entidade que "prestou permanente colaboração nas diligências desenvolvidas".

"No âmbito da operação, que decorreu no distrito de Aveiro, foram levadas a cabo diversas buscas domiciliárias e não domiciliárias", refere a mesma nota.

Ainda segundo a PJ, os militares detidos, a exercer funções no concelho de Santa Maria da Feira, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

 

+ notícias: Norte

Populares e ativistas marcaram presença num protesto contra a exploração de lítio na mina do Barroso

Na manhã desta terça-feira, dezenas de populares e ativistas marcaram presença numa manifestação contra a exploração de lítio na mina do Barroso. A arruada simbólica serviu de alerta para os impactos ambientais e para a escassez de água de que a região enfrenta e que a extração mineira pode agravar.

Trabalhadores da maior produtora de cogumelos frescos em greve por melhores salários e condições de trabalho

Os trabalhadores das unidades de produção da maior produtora de cogumelos frescos do país estiveram em greve ao longo desta terça-feira. Ao que apurou o Porto Canal, os trabalhadores exigem um aumento dos salários, do subsídio de alimentação e ainda melhores condições de trabalho.

Uso "desenfreado" de trotinetes aumentou "medo de usar o espaço público" em invisuais

O uso "desenfreado e sem civismo" de trotinetes aumentou o medo de usar o espaço público nas pessoas invisuais, agudizando o sentimento de isolamento de quem não vê, denunciou esta terça-feira a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal.